terça-feira, 22 de outubro de 2013

PARABÉNS AO NOSSO AMIGO RICARDO RESENDE, O MESMO RECENTEMENTE ASSUMIU O CARGO DE GERENTE ADMINISTRATIVO DA ASCIP

NATURALIZADO BELOJARDINENSE, MAIS UM BUIQUENSE DE CORAÇÃO, ONDE DURANTE QUASE 9 ANOS REALIZOU UM TRABALHO POLÍTICO SOCIAL, HOJE COM SEU PROFISSIONALISMO E JEITO DE SABER CHEGAR E SAIR, ASSUMIU NA ÚLTIMA SEGUNDA FEIRA (21/10) O CARGO DE GERENTE ADMINISTRATIVO DA ASCIP (ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E INDUSTRIAL DE PLANALTINA-DF) A MESMA FOI FUNDADA NO ANO DE 1977, RICARDO RESENDE HOJE ESTUDANTE DE DIREITO, TAMBÉM SE PREPARA PARA ESTREAR UM PROGRAMA DE RÁDIO NO MUNICÍPIO. DIVIDINDO SUA RESIDENCIA HOJE ENTRE BRASÍLIA E GOIÁS, ELE AFIRMA QUE JAMAIS ESQUECERÁ NOSSO BUÍQUE E QUE SEMPRE QUE PODER SE FARÁ PRESENTE A EVENTOS AQUI REALIZADOS, POIS NÃO DEIXARÁ AS RAIZES POR ELE CRAVADA ENTRE NOSSA GENTE.

Ministério Público fecha o cerco e Prefeituras terão que realizar Concursos Públicos

Com o objetivo de diminuir o quantitativo de cargos comissionados e temporários, além de promover a realização de concurso público, o município de Cortês, localizado na Mata Sul, firmou Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) perante o Ministério Público de Pernambuco (MPPE). A Prefeitura terá até o dia 7 de novembro para abrir o processo licitatório que definirá a instituição organizadora do concurso público. A iniciativa é do promotor de Justiça Petrônio Ralile Júnior. Em caso de descumprimento do TAC, a prefeitura estará sujeita à multa diária de R$ 1 mil, a ser revertida ao Fundo previsto no  art.13 da Lei 7.347/85.

Já em Paulista, na Região Metropolitana do Recife, o Ministério Público quer que umconcurso público seja realizado num prazo de seis meses para cargos na Secretaria de Saúde de Paulista. Este foi o compromisso firmado perante o MP, através do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), pelo Prefeito e pelos secretários de Saúde e Assuntos Jurídicos. Os responsáveis, inclusive, não poderão efetuar qualquer contratação temporária até a realização do concurso público, salvo as contratações ofertadas no processo seletivo vigente.

De acordo com o TAC elaborado pela promotora de Justiça Maria Aparecida Barreto da Silva, o concurso suprirá as vagas atualmente preenchidas por contratados temporariamente e das que  foram e ainda serão criadas para cargo efetivo, os quais devem compreender todas as categorias de profissionais necessários ao pleno funcionamento do Sistema de Saúde. No documento, a promotora ressalta que é “imprescindível a realização de concurso público para que o órgão se adeque às normas constitucionais”. Caso o TAC não seja cumprido, está prevista multa diária de R$ 1 mil, a ser revertida ao Fundo de Defesa e Direitos Difusos ou ao Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Em Serra Talhada, no Sertão, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) expediu recomendação com o objetivo de garantir a presença da hipótese de isenção da taxa de inscrição no edital do novo concurso público, que será realizado em 2014, para os candidatos que já haviam efetuado o pagamento para o certame anterior que, por motivo de anulação, não aconteceu. O Concurso Público deverá ser realizado no dia 2 de fevereiro de 2014 e pretende preencher 396 cargos na prefeitura do município. O prazo para inscrição da prova se encerra no próximo dia 27.

AGRESTE MERIDIONAL – Aqui na Região, a expectativa é de que os Prefeitos também sejam instigados pelo Ministério Público a promover concursos em seus municípios. Lajedo já foi notificado dessa necessidade. Já Saloá firmou Termo de Ajuste de Gestão (TAG), junto ao Tribunal de Contas e não conseguiu cumprir.

Informações dão conta que os municípios de Garanhuns, Iati, São João, Brejão, Caetés, Correntes, Capoeiras, Lagoa do Ouro, Terezinha, Bom Conselho, Calçado e Palmeirina entre outras também devem atender as recomendações do Tribunal de Contas e do Ministério Público e vão tornar mais democrático o acesso ao serviço público.

TOME UMA ATITUDE CONTRA O MOSQUITO

CONFIRA FOTOGRAFIAS DE UMA DAS SETE MARAVILHAS DE PERNAMBUCO