quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Vereadores de Caruaru já estão sendo ouvidos e encaminhados para penitenciária

Dentre os 23 vereadores que compõem a Câmara Municipal de Caruaru, dez foram presos na manhã desta quarta-feira (18), na Operação Ponto Final, realizada no município, no Agreste pernambucano, pela Polícia Civil do Estado. Eles já estão sendo ouvidos e alguns encaminhados para a Penitenciária Juiz Plácido de Souza. Foram cumpridos mandados de prisão preventiva na operação que investiga denúncias de corrupção e suborno na Casa. De acordo com a assessoria da Câmara quatro dos parlamentares presos pertecem a situação e seis a oposição no legislativo.
Além dos vereadores detidos, outros foram chamados para prestar esclarecimentos. São eles: Gilberto de Dora (PSB), Ranilson Enfermeiro (PSC) e Edjailson da Caruforró (PTdoB). O secretário de Relações Institucionais de Caruaru, Davi Cardoso, também foi levado à delegacia para prestar esclarecimento. O delegado resposável pelas investigações é Salustiano Cavalcante. O presidente da Câmara Municipal, o vereador Leonardo Valença (PSD), informou que só vai se pronunciar sobre o assunto depois do fim das investigações e da posição oficial da justiça.
Os vereadores estão sendo investigados pela Polícia Civil por suspeita de suborno na Câmara para aprovação de projetos. Segundo a assessoria da Polícia Civil, o balanço final da operação será apresentado em coletiva a ser realizada nesta quinta-feira (19), às 8h30, na sede da Polícia Civil do Estado, no Recife.
Caruaru está a 134km de Recife e é a cidade mais populosa do interior do estado. Está localizada na região do Agreste Pernambucano, e possuí 337 416 habitantes (IBGE/2013), sendo o quarto município mais populoso de Pernambuco, ficando atrás somente de Recife, Jaboatão dos Guararapes e Olinda, e o mais populoso fora da Região Metropolitana do Recife e do litoral estadual.
Operação
A operação de repressão qualificada que faz parte do Pacto pela Vida, objetiva cumprir 10 mandados de prisão preventiva, quatro mandados de condução coercitiva e 13 de busca e apreensão domiciliar, todos expedidos pelo Juiz de Direito da 4ª Vara Criminal de Caruaru.
Participam dos trabalhos 120 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães. A operação é coordenada pela Chefia da Polícia Civil. As investigações foram iniciadas há seis meses  pela Gerência de Controle Operacional do Interior.

TOME UMA ATITUDE CONTRA O MOSQUITO

CONFIRA FOTOGRAFIAS DE UMA DAS SETE MARAVILHAS DE PERNAMBUCO