quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

TUPANATINGA: G6 impõe mais uma derrota a prefeito e elege novo presidente da Câmara


O grupo formado pelos vereadores Neto de Duca, Mimo do Posto, Renato Braz, Régis da Saúde, Idelfonso e Zélino, que se alto denomina G6, impôs mais uma importante derrota política ao prefeito Manoel Tomé, na noite da terça-feira (25), elegendo o novo presidente da Câmara, e de quebra mostrando que estão mais unidos do que nunca e determinados a derrotar o grupo do prefeito nas urnas, a partir desse ano, nas eleições de 7 de outubro, e principalmente nas eleições de 2016, quando serão escolhidos o novo prefeito e vereadores. 
“Na eleição passada o prefeito disse que estava só treinando... nós ganhamos porque ele estava treinando. Agora quero dizer a ele que a gente partiu “pra vera”... a gente não tá treinando mais, não. Na eleição passada a gente conseguiu um a zero, hoje são dois a zero, na campanha de deputado... se Deus quiser e com a ajuda de vocês, vai ser três a zero. E não se admire... que a cadeira dele vai sobrar pra um de nós, se Deus quiser”, alfinetou o vereador Mimo do Posto sob muitos aplausos de populares que lotavam as dependências da Câmara.

Dos onze vereadores, apenas seis estavam presentes na sessão que elegeu Renato Braz (foto) como o novo presidente do legislativo local para o biênio 2015/2016. Os outros cinco, que fazem parte da base governista, não compareceram ao local. O fato foi lembrado e muito criticado pelos colegas, que não economizaram também nas críticas ao prefeito Manoel Tomé.
“No outro processo de escolha eu não estava aqui, me encontrava em Recife. Naquela época meu colega Renato de Braz se emprenhou junto com outros amigos para chegar à presidência dessa Casa e foi “atropelado”... foi extirpado dentro de um professo democrático que passou por dinheiro e compra de voto”, disse o vereador Neto de Duca, que acrescentou: “Você (Manoel Tomé), conversou comigo na sala da tesoureira, disse quem era o seu candidato chapa branca, e se qualquer um de nós se colocasse na sua frente, você passaria por cima. Eu olhei nos seus olhos e disse que não votava no seu candidato. Você pegou no meu braço e disse que o primeiro que se colocou em sua frente você derrubou dentro de 24 horas. E eu disse a ele: você prefeito, ganhou no dinheiro, mas nós vamos lhe peitar na Inteligência. E tá aqui provado que aonde a inteligência vai, dinheiro não significa nada”.
  
Em sem seu discurso, sob muitos aplausos calorosos, o vereador Neto mandou um recadinho para os que apostam em uma desunião do grupo: “Foram propostas milionárias para o meu colega Régis da Saúde, que com dignidade soube manter sua postura e compromisso com os seus amigos. Propostas milionárias para o meu colega Renato de Braz, para que ele saísse do nosso grupo e fosse lá formar chapa junto com eles e nos abandonasse. Esqueça isso! Onde a dignidade está presente o tiro com dinheiro sai pela culatra. Onde existe honra não prospera a desunião”, desabafou Neto.




  
Em suas palavras, o presidente eleito agradeceu o voto de confiança dos colegas, lembrando a antiga forma de se escolher o presidente da Câmara em outros tempos. “Não vamos voltar aquele tempo em que não existia democracia, onde o presidente só era eleito se tivesse dinheiro. Há três anos me tomaram a presidência. O prefeito disse na casa do colega neto que em 24h me derrubava... e derrubou mesmo! Porque naquela época aqui não tinha homem com as nossas qualidades”, desabafo o vereador Renato Braz.
    

TOME UMA ATITUDE CONTRA O MOSQUITO

CONFIRA FOTOGRAFIAS DE UMA DAS SETE MARAVILHAS DE PERNAMBUCO