terça-feira, 7 de outubro de 2014

Derrota sequencial

Como se já não bastasse à derrota da ultima eleição para prefeito na cidade do Buíque, a derrota de Marcantonio Dourado do (PSB) e Fernando Monteiro (PP) nas urnas trouxeram um gosto amargo a uma liderança política em especial: o ex-prefeito Arquimedes Guedes Valença (PTB). Ele rompeu com quase todo seu o grupo político, para apoiar as candidaturas adversárias.


Sabendo que todas as lideranças políticas buiquenses estiveram apoiando Paulo Câmara para Governador de Pernambuco, o ex-prefeito rompeu com seu aliado “maior”, Armando Monteiro, para também seguir a chapa majoritária, dando continuidade ao apoio do seu eterno Marcantonio Dourado, Arquimedes também, resolveu ficar com Fernando Monteiro para Federal. Ele com uma notável decadência política, os candidatos do então “Jacaré” obtiveram a terceira colocação na cidade e ele ainda teve que engolir seco o resultado negativo das urnas, nada favorável.

Confira a composição da Assembleia Legislativa de Pernambuco

Com 100% das urnas apuradas em Pernambuco, a nova composição da Assembleia Legislativa (Alepe) ficou definida. As 49 vagas da casa foram preenchidas por 26 deputados reeleitos e 23 novatos. O partido que conquistou a maioria foi o PSB, com 15 deputados estaduais. Confira a votação completa.

O PTB tem a segunda maior bancada, com 6 nomes. O PP é o terceiro partido, com 4 deputados. PR, PT e PMDB elegeram três, cada um. Já PDT, PSD e SD elegeram dois, cada um. PTC, PRB, PSDB, DEM, PSL, PSOL, PHS, PRP E PROS elegeram, cada um, apenas um deputado estadual.
A Frente Popular de Pernambuco, coligação que abriga 21 partidos e elegeu o novo governador, Paulo Câmara (PSB), tem ampla base na Alepe, com 36 deputados. A coligação Pernambuco Vai Mais Longe, do candidato derrotado Armando Monteiro, elegeu 12 nomes de quatro dos seis partidos que a compõem. O PSOL elegeu um único candidato, Edilson Silva, com 30,4 mil votos.
Quatro deputados estaduais se saíram vitoriosos em suas campanhas e conquistaram vaga na Câmara Federal. São eles: Daniel Coelho (PSDB), Adalberto Cavalcanti (PTB), João Fernando Coutinho (PSB) e Sebastião Oliveira Júnior (PR).
Treze deputados que tentaram a reeleição não conseguiram novo mandato a partir de 2015 e deixam a Assembleia Legislativa. São eles: Antônio Moraes, Eduardo Porto e Terezinha Nunes, do PSDB; Marcantônio Dourado, Isaltino Nascimento, André Campos, Raimundo Pimentel e Laura Gomes, do PSB; Botafogo Filho (PDT), Gustavo Negromonte (PMDB); Maviael Cavalcanti (DEM); Rildo Braz (PRP) e Sérgio Leite (PT).
Veja, abaixo, a lista completa dos deputados eleitos em Pernambuco, por ordem de votação.
Pastor Cleiton Collins (PP) -- 216.874 votos
Presbítero Adalto Santos (PSB) -- 158.874
Raquel Lyra (PSB) -- 80.879
André Ferreira (PMDB) -- 74.448
Simone Santana (PSB) -- 73.178
Guilherme Uchôa (PDT) -- 69.785
Silvio Costa Filho (PTB) -- 67.791
Joaquim Lira (PSD) -- 67.584
Rodrigo Novaes (PSD) -- 64.456
Alberto Feitosa (PR) -- 62.332
Odacy Amorim (PT) -- 61.772
Nilton Mota (PSB) -- 60.787
Lucas Ramos (PSB) -- 58.515
Waldemar Borges (PSB) -- 57.539
Manoel Santos (PT) 55.310
Miguel Coelho (PSB) -- 55.172
Francismar (PSB) -- 53.015
Eriberto Medeiros (PTC) -- 52.559
Lula Cabral (PSB) -- 50.886
Henrique Queiroz (PR) -- 50.882
Bispo Ossésio Silva (PRB) -- 49.993
Vinícius Labanca (PSB) -- 49.450
Clodoaldo Magalhães (PSB) -- 48.729
Claudiano Filho (PSDB) -- 48.459
Aluísio Lessa (PSB) -- 48.162
Priscila Krause (DEM) -- 47.882
Júlio Cavalcanti (PTB) -- 47.685
Aglailson Junior (PSB) -- 44.781
Álvaro Porto (PTB) -- 44.622
Diogo Moraes (PSB) -- 44.562
Rogerio Leão (PR) -- 44.145
José Humberto Cavalcanti (PTB) -- 43.603
Ângelo Ferreira (PSB) -- 42.640
Tony Gel (PMDB) -- 42.152
Romário (PTB) -- 42.115
Socorro Pimentel (PSL) -- 42.101
Pedro Serafim Neto (PDT) -- 41.405
Ricardo Costa (PMDB) -- 41.140
Teresa Leitão (PT) -- 38.470
Augusto César (PTB) -- 37.410
Edilson Silva (PSOL) -- 30.435
Eduíno (PHS) -- 30.115
Zé Maurício (PP) -- 27.815
João Eudes (PRP) -- 27.660
Dr. Valdi (PP) -- 25.550
Beto Accioly (SD) -- 24.840
Professor Lupércio (SD) -- 24.739
Everaldo Cabral (PP) -- 20.062
Soldado Joel da Harpa (PROS) -- 19.794

Do G1

Polêmica: Zeca zomba de Madalena na festa da vitória em Arcoverde


O Blog do Magno  informou, hoje, que em Arcoverde a prefeita Madalena Brito (PTB), que apoiou Paulo Câmara e não Armando Monteiro, candidato do seu partido, está prestes a romper com o ex-prefeito Zeca Cavalcanti (PTB), eleito deputado federal, responsável pela vitória dela, em 2012.
O clima já não estava bom entre Zeca e Madalena, e pode ficar ainda pior. Pois, na festa de comemoração da vitória de Zeca e seu irmão Júlio Cavalcanti, estadual reeleito, eles zombaram da prefeita.
No vídeo, feito após o resultado eleitoral, Zeca, de copo na mão, aparece com um cantor ironizando a gestora. Ele canta trecho de música de “Vou festejar”, famosa na voz de Beth Carvalho. “Você pagou com traição a quem sempre lhe deu a mão. Chegou a hora/vai me pagar”, cantam. Eles chegam a pronunciar palavrões : “vai se fud…vai se lasc…”, e depois vão aos risos.
Zeca Cavalcanti (PTB) deve lançar sua esposa para disputar as eleições de prefeito, em 2016.
Com informações: Moxotó da Gente

TOME UMA ATITUDE CONTRA O MOSQUITO

CONFIRA FOTOGRAFIAS DE UMA DAS SETE MARAVILHAS DE PERNAMBUCO