ADQUIRA JÁ SEU CHÃO

terça-feira, 10 de novembro de 2015

Quatro pessoas detidas após morte de radialista em Lagoa de Itaenga

Israel Silva foi morto por volta das 7h30 desta terça-feira (10). Detidos têm relação com tráfico de drogas e porte de arma e prestaram depoimento
Da Editoria de Cidades


Radialista foi morto dentro de papelaria
Foto: Reprodução/TV Jornal



Quatro pessoas foram detidas, nesta terça-feira (10), em Lagoa de Itaenga, na Mata Norte do Estado, a cerca de 70 quilômetros do Recife, por tráfico de drogas e porte de arma. A polícia investiga se elas podem estar envolvidas no assassinato do radialista Israel Gonçalves Silva. Ele comandava o programa Microfone Aberto na rádio comunitária Itaenga FM, em que falava sobre a criminalidade e denunciava irregularidades da gestão municipal. Um dos detidos, um adolescente, estava com um revólver calibre 38. A arma será periciada. As diligências em busca de outros suspeitos continuam. 
Israel foi morto a tiros dentro de um estabelecimento, por volta das 7h30. De acordo com a Polícia Militar, dois homens em uma moto fizeram a abordagem. O que estava de carona desceu, atirou e depois fugiu no veículo, sem levar nada. Não houve tempo para reação. O radialista tinha acabado de deixar os dois filhos, de 12 e 13 anos, no colégio. “Estamos dando prioridade a esse caso. Hoje (ontem) fizemos diligências e várias pessoas foram detidas. Elas prestaram depoimento na delegacia de Lagoa de Itaenga. Ainda não podemos associar ninguém ao crime”, afirma o delegado da seccional de Goiana, Pablo Tenório. O delegado João Gaspar também vai ajudar na investigação. 

Sobre o crime, Pablo Tenório acrescenta que não descarta a hipótese de que o assassinato ocorreu por causa das denúncias que Israel fazia na rádio. “Não descartamos esta versão, mas também não podemos confirmar isso. As diligências vão continuar. Já estamos analisando imagens de câmeras de segurança que ficavam em frente à papelaria. Só que não mostram muita coisa do crime”, adiantou. 

A família ficou bastante abalada com o crime. A esposa da vítima chegou a ser internada. Um dos irmãos da vítima, Sebastião Silva, 53 anos, relatou que as ameaças eram constantes. “Era vizinho do meu irmão, então, sempre via homens passando de moto à noite, dando voltas ao redor de nossas casas. Ele me dizia que tinha medo. Israel não era de briga, ia de casa para o trabalho e do trabalho para casa. Na madrugada de segunda-feira, fizeram uma cruz de tijolos em frente à minha casa. No outro dia, meu irmão morreu. Lagoa de Itaenga está entregue à bandidagem. Os pais de família estão morrendo de graça. Estou pensando em me mudar”, desabafou. Israel Silva será enterrado na tarde desta quarta no Cemitério de Lagoa de Itaenga. A Comissão de Direitos Humanos e Cidadania da Assembleia Legislativa do Estado acompanhará o sepultamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Acesse o melhor conteúdo e matérias atualizadas dos fatos e acontecimentos de Buíque e região. Buíque & Cia - O melhor portal de notícias da cidade!

TOME UMA ATITUDE CONTRA O MOSQUITO

CONFIRA FOTOGRAFIAS DE UMA DAS SETE MARAVILHAS DE PERNAMBUCO