terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Sesc de Caruaru, Arcoverde e Goiana recebem programação do Janeiro de Grandes Espetáculos

Com uma grade de apresentações para o público adulto e infantil, um dos mais importantes festivais de arte cênica e música do Estado, o Janeiro de Grandes Espetáculos, chega a sua 21° edição com programação diversificada na capital e também no interior do Estado. A iniciativa tem início no dia 15 de janeiro e é promovida pela Associação dos Produtores de Artes Cênicas de Pernambuco (Apacepe). Em parceria com o Sesc, o projeto chega a cidade de Caruaru, com 11 espetáculos, em Arcoverde, no Sertão, com 09, e também a Goiana, onde poderão ser conferidos 08 trabalhos.

No Teatro Rui Limeira Rosal, na capital do agreste, a abertura fica por conta do Grupo PharkasSerthanejaz, do Recife, que mostra ao público “Sexo, a Arte de Ser Censurado”, no dia 16 de janeiro, às 20h. A entrada custa R$ 10 e R$ 5. A liberdade de expressão é a grande temática discutida, com textos que abordam, através do humor, tabus como: aborto, orgasmo feminino e as relações sociais com o sexo oposto.

No sábado (17) e no domingo (18), o grupo Peleja, também do Recife, traz um mergulho sobre a dança do maracatu rural, manifestação da Zona da Mata Norte de Pernambuco, com “Tu Sois de Onde?”. Em cartaz, o público também poderá conferir Pangéia (21), Noctiluzes (23), Kalabazi (24) - que acontece excepcionalmente na Praça da Conceição, Como a Lua (25), Retina (28), Let Me Stay de Julie McNamara - Deixe-me Ficar de Julie McNamara (30), da Inglaterra, que aborda o impacto causado pelo Alzheimer no relacionamento entre mãe e filha; Aquelas Coisas (31), As Bodas de Fígaro (1).

Informações de Elayne Costa.

INSS reajusta benefícios em 6,23% para quem recebe acima de um salário mínimo

Os benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) foram reajustados para aposentados e pensionistas que recebem acima de um salário mínimo. No Diário Oficial da União desta segunda-feira (12), os ministérios da Previdência Social e da Fazenda anunciaram que os valores serão corrigidos em 6,23%, percentual referente ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Com a Portaria nº 13, o teto desses benefícios, ou seja, o valor máximo a ser pago, passa a ser R$ 4.663,00. Segundo o Ministério da Previdência, 177.270 benefícios que antes estavam na faixa de R$ 724,00 a R$ 741,79 serão equivalentes ao salário mínimo.

No caso do salário-família, o valor pago por filho ou equiparado, com idade até 14 anos, será R$ 37,18 para os segurados que tenham remuneração mensal que não ultrapasse R$ 725,02. Para quem tem renda superior a esse valor ou recebe até ou menos que R$ 1.089,72, o valor reajustado será R$ 26,20.

Outro benefício que está na portaria é o auxílio-reclusão, pago aos dependentes de segurados presos em regime fechado ou semiaberto. Poderão receber o auxílio os dependentes daquele segurado que tem salário de contribuição igual ou inferior a R$ 1.089,72. Com a publicação, os novos valores já estão em vigor.

Mulher de Buíque perde bebê por falta de atendimento em hospitais de Arcoverde e Caruarú


Na última quinta-feira, ela saiu com contrações do povoado Carneiro, em Buíque, no Agreste, e foi para o Hospital Regional Rui de Barros Correia, em Arcoverde, no Sertão, de onde foi encaminhada de volta à terra de origem por falta de médico, de acordo com a família. Em uma unidade de Buíque, ficou sob observação de quinta até a sexta, segundo a tia dela, Julieta Matias.

A cunhada, Aliciane Tenório, acompanhou-a. "Eles pegaram e falaram assim: 'Vai ter que ser transferida porque os batimentos cardíacos [do bebê] já não estão com frequência normal, está batendo fraco", contou. A grávida, então, foi encaminhada novamente para o Hospital Regional de Arcoverde e esta unidade a direcionou para o Hospital Maternidade Jesus Nazareno, situado em Caruaru, no Agreste, completando um percurso de mais de 150km. Neste município, Aliciane Tenório afirma que aguardaram até a manhã deste sábado por uma ultrassonografia, que detectou a morte.

Julieta Matias afirma que a sobrinha era acompanhada, "fazia consulta [pré-natal] todo mês" e não ouviu falar em gravidez de risco. A família culpa unidades de saúde por negligência. "Perdemos uma vida.

Informações dos hospitais

A assessoria de imprensa do Hospital Regional de Arcoverde comunicou que, pela gravidade do caso e pela suspeita de o bebê estar morto, a grávida foi encaminhada ao Hospital Maternidade Jesus Nazareno, referência para estes casos no interior. Sobre a falta de médicos, a assessoria de imprensa destaca que a informação será investigada pela direção da instituição. Já o departamento de comunicação da unidade de Caruaru informou que não há médicos em plantão de 24h e que, mesmo a mulher tendo chegado na madrugada, às 3h16, o exame de ultrassonografia só começa a ser realizado às 8h.

O G1 conseguiu contato com a diretoria da Maternidade Alcides Cursino, em Buíque, que relatou os procedimentos. "Como a paciente é de um sítio longe, a família pediu para ela ficar em observação, na tarde da quinta. Na sexta pela manhã, por volta das 5h, o quadro começou a evoluir, com trabalho de parto e dilatação. Em momento algum houve sofrimento fetal. Entre 22h e 23h, o coração começou a ficar fraco e de imediato a mulher foi encaminhada para Arcoverde. Eles [funcionários do Hospital Regional] disseram por telefone que o hospital estava 'fechado' [para atendimentos], mas, quando o técnico chegou e resolveu entrar, viu que uma médica tinha chegado. Foi quando fizeram a ausculta e o encaminhamento para Caruaru", afirma a direção.

Do Blog TV Web Sertão
Com informações: Buíque Opine

TOME UMA ATITUDE CONTRA O MOSQUITO

CONFIRA FOTOGRAFIAS DE UMA DAS SETE MARAVILHAS DE PERNAMBUCO