quarta-feira, 15 de abril de 2015

Assaltantes morrem após troca de tiros com policiais em Caruaru, PE - ATENÇÃO: Contém Fortes Cenas


Dois bandidos morreram após uma troca de tiros com a Polícia Militar, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, nesta quarta-feira (15). De acordo com a PM, eles teriam assaltado uma casa lotérica na Avenida Leão Dourado com outros dois comparsas. Os homens entraram armados no estabelecimento, pegaram o dinheiro, e fugiram em um carro.
De acordo com o capitão Edmilson Silva, relações públicas do 4º Batalhão de Polícia Militar, um efetivo estava passando pelo local, recebeu a informação do crime e começou as buscas. Nas proximidades da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), os assaltantes perderam o controle do veículo e bateram. Eles desceram do carro e começaram a disparar contra os policiais.
Durante a troca de tiros, os criminosos foram atingidos. Um morreu no local e três foram levados para o Hospital Regional do Agreste (HRA). Na unidade, outro homem morreu. Os dois feridos estão sob custódia e, quando forem liberados, serão encaminhados à delegacia.
Duas armas e um simulacro foram apreendidos. Aproximadamente R$ 1.600 tomados no assalto foram recuperados. Nenhum policial ficou ferido.

Aécio Neves muda o tom e avalia possibilidade de PSDB apoiar impeachment de Dilma Rousseff

Se em março o senador Aécio Neves (PSDB - MG) disse que impeachment "não estava na agenda do PSDB", agora o discurso do presidente da legenda é que “impeachment não é palavra proibida.”

A mudança de tom veio após a denúncia da Folha de S.Paulo de que a CGU (Controladoria Geral da União) postergou a abertura de processo de investigação envolvendo pagamento de propina da SBM Offshore à Petrobras para depois da releição de Dilma Rousseff para que isso não prejudicasse a atual presidente durante a disputa eleitoral.

O tucano também se manifestou nas redes:


 
Aécio Neves
Político · 4.707.788 curtidas
  · 20 h · 
Por iniciativa do vice-presidente da CPI, deputado Antonio Imbassahy, em colaboração com o líder do PSDB na Câmara, Carlos Sampaio, uma comissão especial suprapartidária irá a Londres ouvir o ex-diretor da empresa SBM Offshore, que acusa a Controladoria-Geral da União (CGU) de ter abafado uma denúncia de pagamento de US$ 139 milhões em propinas por meio de contratos da Petrobras para favorecer a candidatura da presidente Dilma Rousseff. O fato é extremamente grave e se for comprovado indicará que a CGU cometeu crime de prevaricação por ter omitido da sociedade brasileira uma séria denúncia contra o governo em plena campanha eleitoral. - Aécio Neves

TOME UMA ATITUDE CONTRA O MOSQUITO

CONFIRA FOTOGRAFIAS DE UMA DAS SETE MARAVILHAS DE PERNAMBUCO