segunda-feira, 25 de maio de 2015

COMUNICADO - ELEIÇÕES PARA CONSELHEIROS TUTELARES DE BUÍQUE

O presidente do COMDDICA CONSELHO MUNICIPAL DE DEFESA DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE do município do Buíque, no uso de suas atribuições legais, vem por meio desse para informar que os andamentos do Primeiro Processo de Escolha em Data Unificada para membros do Conselho Tutelar para o quadriênio 2016/2019 estão totalmente regulares, não havendo nenhuma “nota” ou “documento” que trata sobre cancelamento do processo por parte do referido conselho de direitos ou por parte da Prefeitura. Informamos ainda que, as inscrições se encerrarão nesta terça-feira, 26 de maio e, estão sendo realizadas na sede do COMDDICA. Situada a João Hiecênio Alves Maciel, nº 186, (de fronte a escola Engenheiro Klaysson), no centro de Buíque.

Ao realizar a inscrição, o candidato deverá apresentar original e copia dos seguintes documentos:

a)   Carteira de Identidade ou documento equivalente;
b)   Titulo de Eleitor com o comprovante de votação ou justificativa nas quatro ultimas eleições;
c)   Certidões negativas cíveis e criminais que comprovem não ter sido condenado ou estar respondendo, como réu de infração penal, administrativa ou conduta incompatível com a função de membro do Conselho Tutelar,
d)   Em sendo candidato do sexo masculino, certidão de quitação com as obrigações militares;
e)   Comprovante de endereço;
f)    Certificado de conclusão do Ensino Médio;
g)   Declaração que reconhece a militância e experiência na defesa e no atendimento dos direitos da criança e do adolescente. 
O atendimento na sede do COMDDICA está regularmente de segunda a sexta-feira, das 8h as 13h.

Atenciosamente,


Francisco Carlos da Silva Andrade

Presidente do COMDDICA 

Homem revela que encontrou alma três vezes, arrancou botija e ajudou espírito a sair do purgatório

O agricultor Osvaldo Brasiliano, natural da cidade de Cajazeiras revelou nesta sexta-feira (22), que há uns seis anos atrás viu uma ‘alma’ por três vezes. De acordo com o idoso, a visita foi para lhe dar uma botija (tesouro enterrado), que estava enterrada no sítio Serrote Branco dos Cartaxos.

Segundo o agricultor a alma pediu que ele arrancasse a botija, pois estava sofrendo muito. Osvaldo contou que resistiu por duas vezes, mas na terceira resolveu criar coragem e ir em busca do ‘prêmio’ do além.

Ele revelou que num dia de sexta-feira, após às 06:00 horas da noite se preparou e foi ao local indicado. “Quase não arranco por que apareceu marmota de todo jeito, urubu, cachorro, gente atirando pedra. Foi difícil”.

Osvaldo Brasiliano informou que a botija, que estava dentro de um pote era dinheiro, mas as cédulas já estavam estragadas. “Tinha uma pratas, mas não era de ouro”.

De acordo com o agricultor, a alma já havia lhe avisado que não tinha dinheiro, mas precisava que alguém arrancasse o pote para que ela se salvasse. “Ela disse: ‘Jesus me deu permissão para você me ajudar’”.

O cajazeirense informou que levou duas velas bentas, fez um sinal da cruz e retirou o pote do local, e somente depois as coisas se acalmaram. “A alma também estava lá, mas depois sumiu”.

De acordo com o sertanejo, a mesma alma lhe disse que havia outra botija no local, onde estava cheia de ouro, mas não retornou para autorizá-lo a arrancar.

“Ela vem aí corre uma frieza na gente porque temos muito medo de alma. Quem ver uma alma de noite tem medo”. Disse Osvaldo. 
O agricultor contou também, que a alma estava no purgatório e a botija enterrada lhe impedia de evoluir. “Quem enterra dinheiro fica penando. Procurei um padre e ele que me ensinou a levar as velas bentas”.

TOME UMA ATITUDE CONTRA O MOSQUITO

CONFIRA FOTOGRAFIAS DE UMA DAS SETE MARAVILHAS DE PERNAMBUCO