domingo, 7 de junho de 2015

Cerca de 12 representantes do município de Buíque aproveitam o Seminário Destino-PE para cobrar apoio e ações na cultura e no turismo no âmbito do município que tem um dos maiores atrativos do estado que é o “Vale do Catimbau”

Se depender das novas ações do governador do estado Paulo câmara, nos próximos três anos e meio de sua gestão  o Turismo e a Cultura  nos municípios deverão  andar de mãos dadas numa proporcionalidade superior  aos governos passados.
Para que isso venha acontecer com a mesma intensidade do potencial turístico e cultural do estado a Secretaria de Turismo e Lazer de Pernambuco (Seturel-PE) e Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur), estão percorrendo todo o estado do sertão ao Litoral, para conhecer as demandas do setor  e seus atrativos turísticos  com uma equipe de profissionais de primeira linha para analisarem as dificuldades enfrentadas por cada Município cujo seu gestor seja uma pessoa de visão empreendedora para formar  parcerias com o estado através instituições  Empetur e Seturel-PE.
Como o seminário é voltado para Secretários e Diretores  municipais de turismo e cultura, e ainda associações ligadas ao turismo, ao artesanato e á cultura popular além de empresas do setor tais como: Setor hoteleiro, agências de viagens, bares, restaurantes, locadoras de carros, organizadores de eventos e guias turísticos a primeira etapa aconteceu no sertão entre os dias 21 e 19 de maio, e reuniu  um pouco mais de 400 representantes das cidades de Ouricuri, Floresta, Petrolina e demais cidades ao entorno.
Dando continuidade ao Seminário Destino PE, na manhã desta quarta feira (03)  a cidade escolhida para receber  mais de 70 representantes da região agreste foi Garanhuns além dos representantes municipais do setor recebeu também, o secretario estadual de turismo, esportes e lazer do estado, Felipe Carreras  acompanhado do presidente da Empetur  Luís Eduardo Antunes que ladeados de outras autoridades oficialmente fizeram a abertura do evento.
Como a intensão do seminário foi ouvir  dos representantes suas  reclamações e demandas , cerca de seis coordenadores ouviram e anotaram  as deficiências apontadas pelos representantes nas temáticas abordadas que foram, Estrutura Básica e Apoio, Organização da Cadeia produtiva do Turismo, Gestão Publica, Esporte e Lazer, Recursos a Atrativos ,além de Sensibilização e Capacitação de Recursos Humanos.

Se o assunto em pauta era apontar as falhas dos municípios envolvidos, Buíque no agreste do estado  sendo detentor de um dos maiores polos turísticos do  que é o Vale do Catimbau  foi o único município a enviar cerca de 12 representantes entre diretores e guias turísticos, todos com o mesmo objetivo apontar as deficiências de apoio a  cultura ,e o  turismo e cobrar soluções  como a retomada do asfalto da principal via que dar acesso ao Catimbau que estar parada por falta de compromisso  do Governo que começou e não terminou a obra como prometido foi no ato da assinatura da ordem de serviço ainda no Governo do saudoso Eduardo Campos.  

Projeto que leva cisternas para a zona rural de Buíque anima agricultores

Agricultores e agricultoras beneficiados com tecnologias de captação de água de chuva do Sítio Cafundó e Sítio Angélica, zona rural de Buíque, são destaques no ABTV.
Matéria foi exibida na última sexta, 16 de maio.


http://g1.globo.com/pe/caruaru-regiao/abtv-2edicao/videos/t/edicoes/v/projeto-que-leva-cisternas-para-a-zona-rural-de-buique-anima-agricultores/4185283/

Prazo para se vacinar contra a gripe em PE é prorrogado em uma semana

Vacina será oferecida nos postos de saúde até a próxima sexta-feira (12).
Até o momento, 63,30% do público-alvo foi imunizado; meta é de 80%.

Do G1 PE
A Secretaria Estadual de Saúde (SES) prorrogou o período de vacinação contra gripe até a próxima sexta-feira (12) em Pernambuco. O motivo é que 1.191.445 de pernambucanos foram aos postos, o que corresponde a 63,30% do público-alvo. A intenção é imunizar 80%. A vacina é oferecida para crianças de 6 meses a menores de 5 anos, gestantes, puérperas (que deram à luz recentemente), trabalhadores de saúde, povos indígenas, idosos, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.
De acordo com a SES, quem tem doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais (diabetes, transplantadores, obesos, doentes cardíacos/renais/hepáticos/neurológicos crônicos, entre outros) também deve ser imunizado, mediante apresentação de prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina.

A vacina previne contra três vírus da influenza (dois da sazonal – gripes comuns – e o da pandêmica H1N1). As contraindicações são para quem tem alergia a ovo e hipersensibilidade a algum dos componentes da vacina, além do público que estiver com febre moderada ou grave, que deve esperar a melhora do quadro
.

Polícia Federal erradica 188 mil pés de maconha no Sertão de Pernambuco

Operação ocorreu entre os dias 26 de maio e 3 de junho.
Com a erradicação, 60 toneladas da droga deixaram de ser produzidas.

Taisa Alencar
Do G1 Petrolina
188 mil pés de maconha foram erradicados em cidades do Sertão de Pernambuco (Foto: Divulgação / Polícia Federal)A Polícia Federal erradicou 188 mil pés de maconha em cidades do Sertão de Pernambuco (Foto: Divulgação / Polícia Federal)
A Polícia Federal (PF) divulgou neste domingo (7), o resultado da 'Operação Expurgo II', deflagrada em oito cidades do Sertão de Pernambuco. A ação ocorreu entre os dias 26 de maio e 3 de junho, com o trabalho de 50 policiais, entre federais e militares do Corpo de Bombeiros. Durante a operação, foram erradicados 188 mil pés de maconha na região.

A ação foi desencadeada nos municípios de OrocóCabrobóSanta Maria da Boa VistaBelém do São Francisco, Floresta, Carnaubeira da Penha, Betânia, Manari e nas ilhas do Rio São Francisco. Os policiais destruíram 80 plantios e 241 mil mudas. Com a erradicação, os traficantes deixaram de produzir 60 toneladas da droga. Ainda foi encontrado 257 quilos do entorpecente pronto para consumo.
 

Operação contou com apoio de aeronaves (Foto: Divulgação / Polícia Federal)
Operação contou com apoio de aeronaves (Foto:
Divulgação / Polícia Federal)
Segundo o assessor da Polícia Federal, Giovani Santoro, os policiais trabalharam com incursões terrestres, aéreas e fluviais, contando também com o apoio de aeronaves. “Antes da operação a gente faz um levantamento na região, observando os pontos principais onde estão os plantios. A maconha tem um ciclo produtivo e está pronta para ser colhida a cada três ou quatro meses. Essas operações são desencadeadas justamente no momento em que a droga está pronta para ser colhida, prensada e colocada no mercado consumidor”, destaca.

Ainda de acordo com Giovani, o principal objetivo da erradicação dos plantios de maconha no Sertão, é reduzir a produção e a oferta da droga em todo o Estado. “Tem a questão do prejuízo para os traficantes. Eles investem nesses plantios e tem prejuízo quando a droga é destruída e não vai para os pontos de tráfico, tanto de Pernambuco, como dos estados vizinhos como Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte. Não abastecendo esses locais, conseguimos também diminuir a violência, os assaltos, furtos e os homicídios, porque parte desses crimes estão ligados ao tráfico”, ressalta Santoro.

Nas Operações, 'Expurgo I' e 'Expurgo II', foram destruídos 458 mil pés de maconha em 120 plantios e 340 mil mudas que produziriam 150 toneladas de maconha. A polícia ainda apreendeu 345 quilos da droga pronta para consumo.
 

Maconha erradicada em cidades do Sertão pernambucano (Foto: Divulgação / Polícia Federal)Maconha inciderada em cidades do Sertão pernambucano (Foto: Divulgação / Polícia Federal)
Balanço
Segundo dados da Polícia Federal (PF), no ano de 2014 foram erradicados um milhão, duzentos e noventa mil pés de maconha, a maior feita deste 2010. Com a destruição das 328 plantações, os traficantes deixaram de produzir 430 toneladas da droga. A PF incinerou ainda 538 mil mudas da erva, o que equivale a mais de quatro toneladas de maconha, um recorde histórico para a polícia.

TOME UMA ATITUDE CONTRA O MOSQUITO

CONFIRA FOTOGRAFIAS DE UMA DAS SETE MARAVILHAS DE PERNAMBUCO