ADQUIRA JÁ SEU CHÃO

domingo, 30 de outubro de 2016

Corina dispara na disputa pela presidência da Câmara



Depois de ter estreado na vida pública como a vereadora mais votadas nas eleições desse ano, a professora Corina de Modezio, caminha a passos largos para conseguir mais uma façanha na política buiquense, a de tomar posse é já ocupar a segunda cadeira mais cobiçada do município. Para garantir os votos necessários para tal façanha, a vereadora eleita convidou alguns colegas para uma reunião, onde expôs os seus argumentos, mas também esteve aberta a ouvir outros colegas, e de forma democrática, sem os acordos por debaixo dos panos e principalmente as velhas tramoias que condicionavam valores astronômicos aos pretendentes ao cargo, pudessem chegar a um nome de consenso. Para a vereadora eleita, os vereadores que tomarão posse em primeiro de janeiro do ano que vem, têm como grande desafio o resgate da credibilidade do legislativo local.


"Temos que começar moralizando a Câmara, e o primeiro passo é acabarmos com aquela coisinha de eleição as escuras, aonde a presidência é decidida na noite que antecede a votação", disse Corina, garantindo que se eleita, dará apoio e as condições necessárias para que os colegas possam realizar um bom trabalho. A vereadora eleita reconheceu a pouca experiência, mas destacou outras virtudes que a nortearão a fazer uma boa gestão a frente do legislativo municipal.


"Não tenho a experiência de outros colegas que também concorrem, mas garanto que vontade de transformar, capacidade de administrar a promover mudanças, isso eu tenho de sobra", garantiu.


O encontro contou com a presença dos vereadores Dyego de Barão, Peba do Carneiro e Euclides do Catimbau, que se elegeram na coligação encabeçado pelo prefeito eleito Arquimedes Valença, e Dão Tavares, Creuza Couto, Ernani Neto, André de Toinho, Leonardo de Gilberto e Jordão Briano, que se elegeram na coligação encabeçada pela candidata Mirim Briano.


Implantar a votação aberta para a escolha do presidente da Câmara foi o assunto que tomou grande parte das discussões. O tema, que já ganhou a simpatia de todos os participantes da reunião, foi levantado pelo vereador André de Toinho, que em janeiro vai tomar posse para o seu quarto mandato. Já o vereador Ernani Neto, destacou a importância da atitude de Corina, em conversar com todos os colegas. Para ele, é importante que a independência dos poderes seja adotada na próxima legislatura e que o novo presidente "não tenha que pedir a bênção ao prefeito" a toda hora. Para Ernani, o vereador não pode continuar sem o respeito do presidente, como vem acontecendo.

"Hoje nós temos um veículo que não funciona há muito tempo. Nós não temos nenhum apoio logístico, nem como instituição. O básico nós não temos direito", desabafou o vereador.


Terceiro colocado na disputa e eleito na coligação encabeçada pela atual vice Miriam Briano, o jovem Leonardo de Gilberto, lembrou que a reunião era pra tratar da presidência da Câmara, nada tinha haver em mudança de time de qualquer vereador que foi eleito na futura oposição a gestão do prefeito eleito Arquimedes Valença.

Para Dão Tavares, o encontro sinaliza que com Corina na Presidência, a transparência será adotada na Casa Jorge Domingos Ramos. Para ele, é importante que as reuniões sejam transmitidas e o trabalho dos vereadores chegue à toda população. O colega Jordão Briano destacou a maturidade de Corina em desmanchar o palanque e tentar unir situação e oposição em prou de um Buíque melhor para toda a população. Em contrapartida o vereador eleito Euclides do Catimbau, parabenizou os seis vereadores na coligação contrária. "É admirável ver vocês seis, que têm todas as chances de fazer o presidente da Câmara, confirmarem o voto em Corina", disse.


A vereadora eleita Creuza Couto, que retorna ao legislativo após 12 anos, destacou a renovação de 70% da Câmara. Ela parabenizou a atitude da colega em descer do palanque e tentar unir forças em prou de um Buíque melhor.

"Hoje nós não somos vereador ou vereadora do partido vermelho ou amarelo, nós somos vereadores de 56.523 habitantes de Buíque", disse Creuza, que acrescentou: "Quando termina uma eleição e você desce do palanque, você está consciente do seu compromisso com o município", finalizou.


Antes de confirmar o seu apoio, o vereador Peba do Carneiro quiz saber se os vereadores que irão fazer oposição ao prefeito eleito Arquimedes Valença, estariam dispostos a votar em seus projetos. Nesse ponto os seis que estavam presentes foram unânimes em afirmar que o futuro governo terá uma convivência pacífica com os vereadores de oposição. Segundos eles, todos os projetos que forem para beneficiar o povo terá total apoio da oposição.

No final do encontro, os nove vereadores se comprometeram a votarem em Corina e a eleger a nova presidente da Câmara para o biênio 2017/2018. A pré-candidata ainda espera contar com o votos dos estreantes Elson da Lotação e Luiz Cristiano, que não poderam participar do encontro porque estavam em Juazeiro, terra do Pedre Cícero.
Com informações: PC Cavalcanti

TOME UMA ATITUDE CONTRA O MOSQUITO

CONFIRA FOTOGRAFIAS DE UMA DAS SETE MARAVILHAS DE PERNAMBUCO