ADQUIRA JÁ SEU CHÃO

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Alegando sumiço de objetos, governo de Tupanatinga fará novo inventário e aciona POLÍCIA e MPPE para tomar providências.

  

Uma resolução que está sendo editada exige que os titulares de cada uma das secretarias do governo de Tupanatinga providenciem um novo inventário dos bens de propriedade do Município. A ordem veio após os atuais secretários alegarem que houve sumiço de vários objetos no processo de troca de governo.



Fontes na cidade de Tupanatinga garantem que já foi identificado o extravio de vários computadores, equipamentos de som e cadeiras do cinema Deusa Branca, televisores,  impressoras, ar-condicionado de vários setores, aproximadamente 20 (vinte) máquinas de costura do programa Pernambuco no Batente, várias bombas submersas de poços artesianos, entre vários outros itens pertencentes ao patrimônio público que estão sendo fruto de denúncias juntos a delegacia de Polícia Civil da cidade e Ministério Público de Pernambuco.

As fontes afirmam que o problema se deu até mesmo em áreas nobres da sede do governo, como imobiliário do Gabinete do Prefeito, onde atualmente ele atende a população. Outro fator que está causando mistério é o sumiço de arquivos e pastas das secretarias e do próprio gabinete, que ao assumir a gestão foi dado contas que nem mesmo os arquivos digitais foram deixados. Vários itens já estão na mira da justiça, segundo informações, existem bens tomados em poder de pessoas ligadas diretamente ao antigo gestor, Manoel Tomé.  

Pouco ainda foi analisado, com relação a falta de materiais permanentes do Patrimônio Público. A estratégia da atual gestão é comparar o inventário que está sendo feito com outro, preparado no mês de dezembro pela equipe de transição, e também o levantamento de empenhos e notas fiscais, os quais constam a compra de vários itens, porém, os mesmo não encontram-se nos referidos setores. A partir disso, um processo administrativo será instaurado para apurar responsabilidades e identificar o destino dos objetos.
Chama a atenção sobretudo o ocorrido com as máquinas de costura. “Não é fácil sair com um equipamento desse tipo nos braços, normalmente, como se estivesse indo para casa. Sem a ajuda de alguém, usando a garagem ou algo assim, é difícil imaginar”, afirma uma fonte no governo. Constam que foram adquiridas 30 máquinas de costura através do programa, a equipe de transição conseguiu encontrar no mês de dezembro, 19 delas, após tomar posse, só foram encontradas 08 máquinas. E agora? Vão devolver ou esperar para ver o que vai acontecer?


As reclamações sobre o sumiço de objetos podem causar mais uma divergência entre a administração atual e a antiga. Logo que assumiu a gestão, o prefeito Silvio Roque deu conta que o antigo gestor deixou os cofres totalmente vazios e o patrimônio da cidade totalmente sucateado. Sérias providencias estão sendo tomadas no intuito de responsabilizar os verdadeiros culpados. AGUARDEM!


CONFIRA O QUE PODE ACONTECER POR CRIMES CONTRA O PATRIMÔNIO
      1. FURTOS SIMPLES
  Furto
 
Art. 155 - Subtrair, para si ou para outrem, coisa alheia móvel: Pena - reclusão, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa.
  § 1º - A pena aumenta-se de um terço, se o crime é praticado durante o repouso noturno.
  
  § 3º - Equipara-se à coisa móvel a energia elétrica ou qualquer outra que tenha valor econômico.
   Furto Qualificado
I - com destruição ou rompimento de obstáculo à subtração da coisa;
§ 4º - A pena é de reclusão de 2 (dois) a 8 (oito) anos, e multa, se o crime é cometido:
   



TOME UMA ATITUDE CONTRA O MOSQUITO

CONFIRA FOTOGRAFIAS DE UMA DAS SETE MARAVILHAS DE PERNAMBUCO