sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Programa Mãe Coruja realiza palestra com o tema "Enfrentamento da violência familiar" em Tupanatinga



Nos dias 28 e 29 de agosto foi realizado nos Círculos de educação e Cultura do Programa Mãe Coruja, palestra em roda de conversa nas turmas das professoras Audira Souza e Natália Cavalcanti com o tema: "Enfrentamento da violência familiar" vivenciando o Agosto Lilás mês em que completa onze anos da Lei Maria da Penha. Evento promovido pela Assistência Social e a secretaria da Coordenadoria da Mulher com o apoio da prefeitura de Tupanatinga, onde a Coordenadora Edilma Alves, a psicóloga Nayane e a assistente social Ana Paula trouxeram informações e esclarecimentos riquíssimos empoderando as educandas do novos conhecimentos, tirando dúvidas e esclarecendo questões sobre a violência contra a mulher. A equipe do programa ressalta a importância dessa parceria para o Mãe Coruja, as professoras juntamente com a coordenadora Márcia Melo agradeceu a todos os envolvidos neste momento.








TUPANATINGA AUMENTA POPULAÇÃO EM 0,98% E INAJÁ LIDERA COM 1,9% SEGUNDO IBGE

Os dados divulgados ontem (30) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no Diário Oficial da União sobre a estimativa populacional de 2017 em todo o País, indicam que Tupanatinga teve uma evolução populacional de 0,98%, acrescentando mais 263 residentes no município em comparação com julho de 2016.
Na região do Moxotó, o município que registrou o maior índice de crescimento foi o de Inajá com 1,9% acrescentando na sua população mais 427 habitantes. Numericamente, a cidade que mais cresceu em termos populacional na região foi Buíque, com 576 novos moradores (1,0%). A que menos cresceu foi Poção, que acrescentou a sua população apenas dois (2) novos habitantes (0,02%).
Nas 14 cidades pesquisadas nesta região entre o Moxotó e Ipanema, Arcoverde ficou em segundo lugar com 513 novos moradores e um percentual de crescimento em relação a 2016 de 0,70%, seguido por Inajá com 427 novos moradores e Pesqueira com 357 (0,54%). Em julho de 2016, a estimativa do IBGE para Arcoverde foi de 73.154 habitantes e agora, um ano após, subiu para 73.667.
Além de Poção, as cidades que menos registraram aumento no número da população foram Pedra que aumentou em 50 (0,22%) seu número de moradores e Alagoinha com mais 86 (0,60%). Itaíba foi o único município que teve registro negativo no número de moradores entre 2016 e 2017, com menos 48 moradores (-0,18%). Abaixo o quadro feito pela Folha das Cidades das 14 cidades do Moxotó e Ipanema.
MUNICÍPIO
2016
2017
DIFERENÇA
PERCENTUAL
Arcoverde
73.154
73.667
513
0,70%
Alagoinha
14.431
14.517
86
0,60%
Águas Belas
42.831
43.087
256
0,60%
Buíque
57.120
57.696
576
1,00%
Custódia
36.474
36.753
279
0,76%
Inajá
22.374
22.801
427
1,90%
Itaíba
26.362
26.314
- 48
- 0,18%
Ibimirim
28.798
28.985
187
0,65%
Pedra
22.455
22.505
50
0,22%
Pesqueira
66.524
66.881
357
0,54%
Poção
11.266
11.268
2
0,02%
Sertânia
35.521
35.670
149
0,42%
Tupanatinga
26.727
26.990
263
0,98%
Venturosa
18.067
18.258
191
1,06%

TOME UMA ATITUDE CONTRA O MOSQUITO

CONFIRA FOTOGRAFIAS DE UMA DAS SETE MARAVILHAS DE PERNAMBUCO