segunda-feira, 7 de abril de 2014

Péssimo atendimento ao público de Tupanatinga deixa população revoltada e desabafam nas redes sociais

Após várias denuncias de irregularidades apontadas na administração do atual prefeito da cidade de Tupanatinga, Manoel Tomé, populares agora rasgam o verbo e denunciam o péssimo atendimento e a humilhação passada por quem precisa de atendimento em setores públicos naquela cidade. Como é o caso que recentemente ronda nas redes sociais de moradores tupanatinguenses.

Esse é um recado postado no facebook: Antônio Tonho Óleo

GT Rural apreende arma de fogo na zona rural de Buíque


No ultimo sábado, 05, por volta das 20:00hs, a GT Rural recebeu uma ligação do proprietário de um bar localizado no Sitio Calumbi, zona rural do município de Buíque. O mesmo informou que naquele estabelecimento havia um homem com atitudes suspeitas, e que ninguém conhecia o individuo. A GT Rural de imediato se deslocou até o sitio e, ao chegar no referido bar, foi dada a ordem para que todos ficassem de pé e colocassem as mãos na parede. Nesse momento, o suspeito saiu correndo em direção ao mato por traz do bar, deixando cair uma arma com algumas munições amarradas dentro de uma bolsa plástica. A guarnição tentou segui-lo, mas por conta do terreno e da hora, não obtiveram êxito em sua captura. Ao verificar com a arma com mais atenção, os policiais constataram que se tratava de uma espingarda cal. 36, com o cano serrado e com a coronha modificada. Na bolsa foram encontrados 6 cartuchos intactos.

O sertão vai virar mar?

Anunciadas como a solução para a falta d’água no Nordeste, as obras de transposição do Rio São Francisco vão completar sete anos com um cenário desanimador: atraso, abandono, construções deterioradas e contratos superfaturados

“EU SEI O QUE É SECA”
 (Foto: Ueslei Marcelino/ Reuters)









































Em abril de 2003, o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva viajou a Buíque, cidade de 55 mil habitantes a 258 quilômetros da capital pernambucana, para falar sobre o lançamento do programa Fome Zero. Mas um dos assuntos mais abordados durante seu discurso foi outra medida para ajudar a melhorar as condições de vida no sertão nordestino: a transposição do Rio São Francisco. "O projeto existe desde 1847. Se houver transposição neste país será no meu governo, pois eu sei o que é a seca", disse. Nascido a menos de 100 quilômetros dali, Lula estava certo – pelo menos em parte. Após muita discussão sobre os riscos, a viabilidade e a importância do projeto, a construção teve início em junho de 2007 em Cabrobó, também em Pernambuco. Orçada à época em quase R$ 4 bilhões, a obra engloba nove estações de bombeamento, 477 quilômetros de canais, aquedutos e reservatórios que levarão água para flagelados em quatro estados. Algumas das valas serão ligadas por túneis, como o Cuncas 2 (ao lado), em Mauriti, no Ceará.

TOME UMA ATITUDE CONTRA O MOSQUITO

CONFIRA FOTOGRAFIAS DE UMA DAS SETE MARAVILHAS DE PERNAMBUCO