domingo, 15 de março de 2015

A Coordenadoria da Mulher de Buíque ganha novo espaço e novo endereço, onde será inaugurada quarta-feira, 18

Nesta próxima quarta-feira, 18.03, a Prefeitura de Buíque, através da Secretaria de Assistência Social estará reinaugurando a sede da Coordenadoria da Mulher de Buíque. A Coordenadoria tem como objetivo oferecer a mulher buiquense, um novo espaço onde ela encontrará orientações, auxílio e apoio. A sede estará localizada na Rua. José Magalhães de França, 21, (próximo a estação bebidas). O evento dará início a partir das 14h.


Contamos com sua presença.

Operação apreende mais de 100 toras de madeira e 20 motores no Agreste

Foto Ilustrativa
Mais de 100 toras de madeiras e cerca de 20 motores foram apreendidas nesta sexta-feira (13) em Palmeirina, no Agreste de Pernambuco. A apreensão fez parte de uma operação conjunta da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), da Companhia Independente de Policiamento de Meio Ambiente (Cipoma) e da Delegacia de Policiamento de Meio Ambiente (Depoma).
De acordo com o chefe de Fiscalização Florestal da CPRH, Thiago Costa Lima, denúncias apontaram que serrarias do município estavam utilizando madeiras extraídas ilegalmente da mata atlântica de região, além de terem um estoque. "Então começamos a investigação. Ao chegarmos lá, constatamos que três lugares atuavam com madeira nativa ilegal e sem o Documento de Origem Florestal [DOF]", conta.
Os proprietários dos estabelecimentos sofreram punição administrativa e as serrarias foram embargadas. "O total da multa para os três lugares é de R$ 11 mil. Eles ficarão interditados até que a situação seja regulariza", explica Lima.
Participaram da ação 10 fiscais da CPRH, dois do Cipoma e um do Depoma. Os motores foram levados para a sede da CPRH. Denúncias podem ser feitas por meio do telefone (81) 3182-8923.
Fonte G1

Em Pernambuco, preço do botijão de gás de cozinha tem reajuste de 12%.

Após aumento, produto poderá custar entre R$ 42 e R$ 55.
Reajuste é fruto de outros aumentos, como o da energia elétrica.



Nos próximos dias, o preço do botijão de gás de cozinha deve ser reajustado, em Pernambuco.

 O gás liquefeito de petróleo (GLP) - como é chamado o gás de cozinha - custava entre R$ 38 e R$ 48,90, segunda a última pesquisa feita pela Agência Nacional do Petróleo, no Recife. Após o aumento, que pode chegar até 12%, o valor do produto pode variar entre R$ 42 e R$ 55.

De acordo com Francine Gulde, que é presidente do Sindicato dos Revendedores de Gás de Pernambuco (Sinregás-PE), o aumento do preço se justifica pelo custo das revendedoras, que também aumentou. "Desde janeiro, [esse custo subiu] com o aumento do salário mínimo; no começo de fevereiro, teve o aumento dos combustíveis, que foi muito elevado", explica, lembrando ainda da tarifa da energia elétrica e dos encargos sociais na folha de pagamento.

Em algumas revendedoras, o botijão já está sendo vendido com reajuste. No entanto, o Sinregás-PE destaca que o aumento é variável, dependendo dos custos de cada revenda. O sindicato orienta também que o consumidor pesquise os preços nas revendas legalizadas e solicite a nota fiscal no ato da compra.

TOME UMA ATITUDE CONTRA O MOSQUITO

CONFIRA FOTOGRAFIAS DE UMA DAS SETE MARAVILHAS DE PERNAMBUCO