quarta-feira, 23 de junho de 2010

Chega a 15 o número de mortes causadas pela chuva em Pernambuco

Dois corpos foram encontrados em Água Preta e um, em Barreiros.
Em Alagoas, cães farejadores participam de resgate.

Subiu para 15 o número de mortes causadas pela chuva em Pernambuco, desde a semana passada. Segundo balanço divulgado pela Codecipe, a coordenadoria de Defesa Civil estadual, foram encontrados dois corpos em Água Preta e um, em Barreiros.
Em Alagoas, outro estado do Nordeste atingido por enxurradas, foram confirmadas, até a manhã desta quarta (23), 29 mortes. Com isso, chega a 44 o número de óbitos provocados pelo mau tempo.
A Codecipe informa que 54 municípios pernambucanos foram atingidos pela chuva. Trinta decretaram situação de emergência e nove, de calamidade pública. Mais de 41 mil pessoas tiveram de deixar suas casas.
Já foram distribuídas mais de 266 toneladas de donativos nas cidades prejudicadas. Por dia, saem cerca de 15 caminhões carregados para as regiões que sofreram com enxurradas. Além de alimento e água, também foram levados produtos como colchões, cobertores, toalhas, lençóis, roupas e remédios.
Alagoas
Em Alagoas, pelo menos 15 municípios decretaram calamidade pública. No total, 177 mil pessoas foram afetadas.

Pernambuco já registra 30 cidades em emergência após chuva



As chuvas dos últimos dias já afetaram 54 municípios de Pernambuco e deixaram 30 em situação de emergência, segundo levantamento divulgado hoje pela Defesa Civil Estadual. Até agora foram contabilizados oficialmente 12 mortes e ainda não há um número oficial de desaparecidos.
Nove cidades se encontram em estado de calamidade pública, decretado pelo governador Eduardo Campos (PSB) e publicado hoje no Diário Oficial: Água Preta, Barra de Guabiraba, Barreiros, Correntes, Cortês, Jaqueira, Palmares, São Benedito do Sul e Vitória de Santo Antão.
De acordo com o levantamento da Defesa Civil, há no Estado 17.719 pessoas desabrigadas - aquelas que perderam tudo e precisam dos abrigos públicos - e 24.331 desalojadas - aquelas que podem contar com a ajuda de vizinhos e familiares. Os números tendem a subir, com a atualização ao longo do dia dos afetados pelas chuvas.

Os municípios em situação de emergência são Agrestina, Altinho, Amaraji, Belém de Maria, Bezerros, Bom Conselho, Bonito, Cabo de Santo Agostinho, Camaragibe, Catende, Chã Grande, Escada, Gameleira, Gravatá, Ipojuca, Jaboatão dos Guararapes, Joaquim Nabuco, Maraial, Moreno, Nazaré da Mata, Palmeirina, Pombos, Primavera, Quipapá, Ribeirão, São Joaquim do Monte, Sirinhaém, Tamandaré, Vicência e Xexéu.
Foram afetadas também as cidades de Abreu e Lima, Aliança, Angelim, Araçoiaba, Belo Jardim, Cachoeirinha, Igarassu, Itamaracá, João Alfredo, Jurema, Limoeiro, Olinda, Paulista, Recife e São Lourenço da Mata.Doações
Foi lançada em Pernambuco uma campanha de arrecadação de donativos. Em Recife, o Comando Geral da Polícia Militar (PM), no Derby, e o Quartel Central do Corpo de Bombeiros, na Avenida João de Barros, são os principais pontos de arrecadação. Porém todas as unidades desses órgãos também estão recebendo os donativos. Poderão ser doados alimentos não perecíveis, roupas, agasalhos, materiais de higiene e limpeza e água.

Chuvas: Eduardo suspende feriadão
e reforça presença do Estado nas ruas

O governador Eduardo Campos está cobrando o empenho pessoal dos seus secretários e assessores envolvidos nos trabalhos de reconstrução das cidades afetadas pelas chuvas. Disse que não vai permitir corpo mole nem que ninguém “baixe a guarda” durante o período de São João.


Inicialmente seriam cinco dias de folga para os servidores estaduais: da quarta-feira (23) ao domingo (27). Ontem, Eduardo decretou o cancelamento do feriado de hoje e a abertura do expediente da quinta para os cargos comissionados das secretarias envolvidas das 13h às 18h. Na sexta-feira (25), o expediente será das 7h às 10h. às 07h30, o governador comanda reunião do Gabinete de Crises no Palácio do Campo das Princesas.


Eduardo não quer que o feriadão “esfrie” o trabalho dos engajados no mutirão. “Temos muito trabalho a fazer e as equipes que estão na rua precisam de retaguarda”, justificou. Todos os gabinetes de secretarias também estarão funcionando no período.

Eduardo também desmarcou sua ida às cidades de Caruaru e Arcoverde, onde iria prestigiar as festividades do período junino, além de cancelar sua participação em outros eventos sociais neste final de semana. Mantendo a rotina que adotou desde o último sábado, Eduardo pretende visitar os municípios mais atingidos até o final de semana e acompanhar de perto o trabalho da Defesa Civil. 
Postado: valmir Andrade 

TOME UMA ATITUDE CONTRA O MOSQUITO

CONFIRA FOTOGRAFIAS DE UMA DAS SETE MARAVILHAS DE PERNAMBUCO