quarta-feira, 6 de março de 2013

Ministério da Saúde suspende incentivos em 35 municípios de Pernambuco - Veja a lista


O Ministério da Saúde informou no Diário Oficial da União (04/03) a suspensão da transferência de recursos da Estratégia Saúde da Família (que inclui o custeio de equipes de Saúde da Família, equipes de Saúde Bucal e Agentes Comunitários de Saúde) de 468 municípios brasileiros. As prefeituras foram penalizadas porque o Ministério identificou duplicidade no registro de profissionais no Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (SCNES). Em Pernambuco, 35 municípios caíram na lista dos irregulares.
A medida do Ministério da Saúde afeta em Pernambuco 27 Equipes de Saúde da Família, 38 Equipes de Saúde Bucal e 182 Agentes Comunitários de Saúde. Da Região Metropolitana do Recife apenas o Cabo de Santo Agostinho está entre os municípios com repasse de recursos suspenso. O Ministério da Saúde informa que a transferência dos recursos federais será restabelecida assim que os gestores locais comprovarem que as inadequações foram solucionadas. A ação do ministério integra uma série de  medidas de fiscalização e transparência na aplicação de recursos da Atenção Básica.
O município que apresentou o maior número de irregularidades no cadastro foi Altinho. A medida do Ministério da Saúde afetará na cidade quatro equipes de saúde da família, quatro equipes de saúde bucal e 23 agentes comunitários de saúde.
“Fica suspensa a transferência de incentivos financeiros referentes ao número de Equipes de Saúde da Família, de Equipes Saúde Bucal e de Agentes Comunitários de Saúde, da competência financeira janeiro de 2013, dos Municípios que apresentaram duplicidade no cadastro de profissionais no SCNES”, afirmou o documento do Diário Oficial da União.
Municípios pernambucanos listados pelo Ministério da Saúde com duplicidade no registro de profissionais no Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (SCNES):
Afogados da Ingazeira
Água Preta
Aliança
Altinho
Amaraji
Betânia
Cabo de Santo Agostinho
Carpina
Catende
Chã Grande
Custódia
Frei Miguelinho
Granito
Gravatá
Ibimirim
Itaquitinga
Jataúba
Nazaré da Mata
Ouricuri
Panelas
Pesqueira
Quixaba
Rio Formoso
Salgueiro
Saloá
São Benedito do Sul
São Caitano
São João
Serrita
Timbaúba
Toritama
Tupanatinga
Verdejante
Vertentes
Xexéu
—————
Em Nota Oficial da Prefeitura do Cabo esclareceu a irregularidade em que o município caiu.
A Secretaria de Saúde do Cabo de Santo Agostinho, através da gerencia de Atenção Básica, informa em nota que a suspensão do incentivo no município do Cabo correu por conta de duplicidade de cadastro de uma médica que faz parte do quadro de profissionais da Estratégia de Saúde da Família (ESF).
O fato ocorreu, pois a profissional que fazia parte da ESF de Minas Gerais, se desligou, mas o técnico responsável por esse procedimento no estado (MG), não deu baixa no cadastro. Por isso, ocasionou a duplicidade de cadastro.
Para reaver o valor suspenso o município já entrou com um processo junto ao Ministério da Saúde, para que o estado de Minas Gerais dê baixa no cadastro da médica no Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (SCNES). Como a suspensão dos recursos é temporária, valor será devolvido para município do Cabo.

Pernambuco será contemplado com R$ 1,7 bi

Entre os projetos aprovados, está a implantação do corredor de transporte público de passageiros da avenida Norte. Foto: Roberto Stuckert Filho/ PR (Roberto Stuckert Filho/ PR)
Entre os projetos aprovados, está a implantação do corredor de transporte público de passageiros da avenida Norte. Foto: Roberto Stuckert Filho/ PR

Do montante de R$ 33 bilhões anunciados na manhã desta quarta-feira (6) pela presidente Dilma Rousseff (PT) para o PAC 2, o estado de Pernambuco será contemplado com R$ 1,785 bilhão. Deste valor, R$ 1,008 bilhão será destinado a obras de saneamento, com dotações do Orçamento Geral da União. Outros R$ 458,5 milhões serão investidos em mobilidade e R$ 319,2 milhões em pavimentação. Estas duas últimas cifras serão financiadas através de bancos federais.

Entre os projetos aprovados para o estado estão a implantação do corredor de transporte público de passageiros da avenida Norte, no Recife (R$ 192,5 milhões); a implantação da infraestrutura viária da via Metropolitana Sul, em Jaboatão dos Guararapes (R$ 150 milhões); a ampliação do sistema de esgotamento sanitário de Paulista, (R$ 446,1 milhões); e a implantação do sistema da adutora do Engenho Maranhão, em Ipojuca (R$ 192,3 milhões).

O governador Eduardo Campos avaliou como “extremamente positivo” o encontro promovido pelo governo federal para apresentação das novas ações do PAC (saneamento, mobilidade e pavimentação). “Foram destinados recursos para projetos indicados por estados e municípios em áreas nas quais o país precisa cada vez mais de investimentos”, observou o socialista.

Segundo ele, a aprovação dos projetos vai possibilitar a realização de obras que irão gerar emprego e renda. “Essa iniciativa vai ajudar o país a enfrentar a crise e a ganhar o desafiador ano de 2013”, complementou Eduardo.

RADIALISTA E BLOGUEIRO EVANDRO LIRA CONVERSOU COM HOMEM QUE SE DIZ TER IDO AO INFERNO!


O companheiro Evandro Lira esteve com seu Nequinho, que contou que na localidade por nome de Salgada em 1963 era umas 4 horas da tarde quando lhe deu uma “lesêra no coipo” e a mãe de criação disse que ele fosse se deitar, então segundo seu Nequinho,  passou a noite inteira nas caldeiras dos infernos, uma menina o acompanhou e disse que ele não apontasse pra nada, disse ele que a estrada do inferno era lotada,  dois “muleques” pretos dos olhos de fogo, uma vassoura com dois cabos varrendo pra não ficar nenhum cisco, dois velhos embaixo de um pé, o caminho do céu é cheio de curva, só tem pedra e espinho.
Ele garante que existe inferno para os maus, não tem para os bons, ele relatou que viu  uma “belota” encarnada que jogava o povo na porta do inferno e caia no tacho de fogo, esse era o castigo, segundo ele o “cão danado” ficava sentado com um livrão apoiado na perna anotando tudo  com um lápis bem grande.

A história de seu Nequinho ele conta de trás pra frente e garante que o inferno existe, ele esteve lá.

Bruno culpa Macarrão e diz que corpo de Eliza foi jogado aos cães



O goleiro Bruno Fernandes confirmou na tarde desta quarta-feira (06/03) que sabia do assassinato da ex-amante Eliza Samudio. Ele falou ainda que seu primo, Jorge Luiz Rosa, confirmou que o corpo da vítima foi esquartejado e jogado para os cachorros. Segundo Bruno, o autor do crime foi Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão.
Bruno é acusado de ser o mandante do sequestro, cárcere privado e assassinato de Eliza Samudio. Entretanto, ele nega participação. "Como mandante dos fatos, eu nego, mas, de certa forma, me sinto culpado". Desde segunda-feira, ele e sua ex-mulher, Dayanne Rodrigues do Carmo, são julgados no Fórum Doutor Pedro Aleixo, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Em depoimento no Fórum de Contagem (MG), Bruno contou que Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, foi o autor do crime, que aconteceu no dia 10 de junho de 2010. "No momento que ele falou comigo eu fiquei desesperado, chorei muito. Fui até o Macarrão e perguntei o que você fez, cara? Não tinha necessidade, não. Macarrão disse que ela estava atrapalhando demais, atrapalhando os meus projetos. Naquele momento eu senti medo".

Aos prantos, Bruno disse que Macarrão não falou como ela tinha sido executada. "Mas eu cheguei perto do Jorge (Luiz Rosa, primeiro do goleiro) e perguntei como tinha acontecido. O Jorge falou comigo que o Macarrão foi até o Mineirão, e conversou com uma pessoa no orelhão, e naquele momento começou a seguir um cara de moto até uma casa na região de Vespasiano e lá entregou Eliza para um rapaz chamado Neném".

E Bruno continuou: "Lá um rapaz perguntou para Eliza se ela era usuária de drogas e pediu que Macarrão amarrasse as mãos dela para frente, e deu uma gravata nela. E o Macarrão pegou e ainda chutou as pernas de Eliza. Foi o que o Jorge me falou. E que ainda tinha esquartejado o corpo dela, tinha jogado o corpo dela para os cachorros comerem".

No início de seu depoimento, Bruno pediu para contar sua versão dos fatos. "Conheci Eliza na festa de um amigo em 2009, nos conhecemos e nos envolvemos e desse envolvimento nasceu uma criança. Nesse tempo nós conversamos bastante, houve várias vezes muitas discussões entre eu e a Eliza, no tempo em que ela estava grávida".

Segundo Bruno, Eliza cobrava que ele arcasse com as despesas. "Realmente ela cobrava de mim que eu arcasse com as despesas. Algumas vezes eu ajudei, sim, só que ela queria que eu ajudasse mais. Eu não podia porque eu não tinha feito exame de DNA. Naquela noite, ela se envolveu também com outras pessoas".

Depoimentos. Na terça-feira, foram ouvidas as testemunhas de acusação. Chamou a atenção o depoimento de Célia Aparecida Rosa Sales, prima de Bruno. Ela foi ouvida na condição de informante, o que significa que não tem compromisso com a verdade, como as demais testemunhas. E confirmou que teve de cuidar do filho de Eliza com Bruno, função que também coube a Dayanne, após a mãe do bebê ser levada do sítio do goleiro em Esmeraldas, também na Região Metropolitana, e não retornar mais.

De acordo com Célia, Eliza foi levada por Macarrão e por Jorge Luiz Lisboa Rosa, primo do jogador que tinha 17 anos à época. A informante disse que Eliza acreditou estar sendo levada para um apartamento que Bruno teria oferecido para ela morar com o filho do casal e chegou a convidar pessoas que estavam no sítio para visitá-la. Durante o depoimento de sua prima, Bruno se manteve de cabeça baixa.

Vídeos. Posteriormente, ocorreu a exibição de vídeos com reportagens. O goleiro voltou a chorar e foi amparado pelo advogado Lúcio Adolfo. A mãe da modelo também se emocionou e passou mal ao ver uma das reportagens. Já Dayanne permaneceu impassível na exibição. Mais à noite, Bruno foi dispensado e levado ao presídio, enquanto tinha início o depoimento da ex-mulher.

Entenda o caso. Ex-amante do goleiro Bruno Fernandes de Souza, Eliza Samudio desapareceu em junho de 2010 quando viajou do Rio para o sítio do jogador em Esmeraldas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Acompanhada de seu bebê, filho de Bruno, ela fez seu último contato, para uma amiga, por telefone em 9 de junho. Poucos dias depois, a polícia recebeu denúncia de que a jovem estaria morta.

Um primo de Bruno, então com 17 anos, foi apreendido na casa do goleiro, no Rio, após a polícia receber denúncia de que o rapaz havia participado da execução de Eliza. À polícia ele revelou a participação de mais sete suspeitos no crime e disse que o ex-policial civil Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, teria matado a jovem. Seu corpo, no entanto, nunca foi encontrado.

O primo de Bruno foi condenado a três anos de internação pelo sequestro e morte de Eliza. No fim de 2010, a Justiça mineira determinou que Bruno, Macarrão, Bola e Sérgio Rosa Sales fossem julgados por júri popular pelo sequestro e morte de Eliza e que Dayanne, Fernanda, Vítor da Silva e Wemerson Marques de Souza, o Coxinha, respondessem por sequestro e cárcere privado. Macarrão já foi condenado no ano passado.

TOME UMA ATITUDE CONTRA O MOSQUITO

CONFIRA FOTOGRAFIAS DE UMA DAS SETE MARAVILHAS DE PERNAMBUCO