quinta-feira, 17 de março de 2011

PREFEITURA DE BUÍQUE ABRIRÁ CONCURSO

O Prefeito do Município de Buíque, Jonas Camêlo Neto avisa a todos os munícipes que no prazo de 180 dias o município de Buíque realizará concurso público para diversas funções: Médicos, Enfermeiros, Professores, Agente de Serviços Gerais, Agente Administrativos, Guardas Municipal, Guarda Municipal de Transito, Merendeiros, Motorista e outras vagas que serão discutidas com secretários durante a próxima semana e previsto no edital que estará disponível a população no prazo de 45 dias para prováveis inscrições.

BUÍQUE, CONSTRUINDO UM NOVO TEMPO

BANDA LABAREDAS É QUEM ANIMARÁ A FESTA DO CATIMBAU NESTE DIA 19 DE MARÇO

Não perca neste dia 19 de março de 2011, grandiosa festa de padroeiro na Vila do Catimbau. Em comemoração ao dia de São José. A prefeitura Municipal de Buíque estará realizando uma grandiosa festa, assim fazendo acontecer mais uma festividades de março daquela localidade, dessa você o povão vai curtir o belíssimo Show da Banda LABAREDAS, é isso aí, vá você também curtir o grandioso Show. O evento será logo após o término das novenas do Padroeiro São José naquele povoado, as fetividades darão início apartir das 20:00hs, será imperdível.

José é um personagem célebre do Novo Testamentobíblico, marido da mãe de Jesus Cristo. Segundo a tradição cristã, nasceu em Belém da Judéia, no século I a.C., era pertencente à tribo de Judá e descendente do rei Davi deIsrael. No catolicismo, ele é considerado um santo e chamado de São José.
Segundo a tradição, José foi designado por Deus para se casar com a jovem Maria, mãe de Jesus, que era uma das consagradas do Templo de Jerusalém, e passou a morar com ela e sua família em Nazaré, uma localidade daGaliléia. Segundo a Bíblia, era carpinteiro de profissão, ofício que teria ensinado seu filho.

Evangelho de Lucas atesta que o imperador Augustoordenou um recenseamento em todo o Império Romano, que na época incluía toda a região, e a jovem Maria e seu esposo José se dirigiram a Belém, por ambos serem da Tribo de Judá e descendentes de Davi. Nessa época, reinava na Judéia Herodes, o Grande, monarca manipulado pelos romanos, célebre pela crueldade.

LANÇAMENTO DO LIVRO, RESGATE DA HISTÓRIA DE UM POVO


Recebemos com grata satisfação, convite para lançamento de um livro, de autoria de um casal que vive em Brasília, mas que são de origem da Vila do Catimbau, intitulado de "Resgate da História de Um Povo", de autoria de João Evangelista Albuquerque e Maria Nair da Guia. O livro relata fatos e história da origem do casal e da nossa gente e era um sonho acalentado de há muito, que enfim, veio a se tornar realidade. Para mim, é mais um motivo de orgulho em ter mais gente se interessando em escrever sobre as nossas origens, mesmo sem contar com a ajuda de quem quer que seja. O lançamento será no próximo dia 18, próxima sexta, às 15h00, na Escola Municipal Antonio de Barros Sampaio, lá na Vila do Catimbau.
         
Comentário Manoel Modesto:
Lembro bem, que no início de 2009, quando fui Secretário de Governo da atual gestão, que o casal me procurou para falar com o prefeito Jonas Neto, ocasião em que, lhes presenteei com o meu último livro. Agradeço e convite recebido e faço questão de me encontrar na Vila do Catimbau na próxima sexta-feira, para prestigiar o lançamento do livro do casal, desejando de antemão, sucesso e gostar de externar o meu contentamento e os meus parabéns aos autores. Faço também extensivo o convite, a quem aprecia a iniciativas culturais e a história de nossa gente.

De: Manoel Modesto
Postado por Buíque & Cia

MAIS UMA PARCERIA FOI FORMADA ENTRE BUÍQUE & CIA E BLOG DO VALMIR ANDRADE


Seja bem vindo ao Blog do Valmir
Mais uma parceria foi formada, agora é Blog Buíque & Cia e Blog do Valmir Andrade.
Queremos desde já, agradecer ao amigo Valmir por ter firmado esta parceria conosco, e anunciar em primeira mão que agora estaremos também divulgando e disponibilizando de um link do blog do Valmir para que os nosso ilustres leitores também possam acessar a notícia precisa de todo o Vale do Pageú.

BIOGRAFIA DE SÉRIO HOMEM - MANOEL MODESTO


                                     
                Manoel Modesto, nasceu em Buíque, Estado de Pernambuco, precisamente no Sítio Cigano, em 28.03.1952, sendo filho de Milton Modesto de Albuquerque e de Adelaide Alves de Albuquerque. Até os doze anos de idade, teve uma vida dura e difícil, onde trabalhando na roça  com seus familiares, fazia o meio de vida para o sustento de todos. Ainda com tenra idade, em 1964, com apenas 12 anos, juntamente com a sua família (pai, mãe e mais cinco irmãos), por forças das circunstâncias até então vividas e de dificuldades enfrentadas, partiu para morar em Ribeirão Pires, Estado de São Paulo, vindo, pouco tempo depois, a morar na capital, na cidade de São Paulo, na Vila Ema. Em São Paulo, trabalhou arduamente como “peão” em diversas fábricas, retornando para Buíque, em maio de 1972, chegando juntamente com seu irmão Miltinho, a trabalhar no famosoARIZONA BAR, propriedade adquirida com as economias conseguidas no árduo trabalho em São Paulo, que era localizado na Praça Major França, no centro da cidade de Buíque. Em Ribeirão Pires, estudou na Escola Municipal Dom José Gaspar e, na capital, São Paulo, numa Escola Estadual da Vila Zelina, próxima da Vila Ema. De volta para Buíque, ainda no ano de 1972, chega a estudar por pouco tempo, no Colégio Cardeal Arcoverde, mas volta a estudar em Buíque, no Ginásio Comercial de Buíque, fundado por Blésman Modesto. Em Buíque, termina o primeiro grau, tendo sido, o orador de sua turma e, o segundo grau, é concluído na Escola Estadual Carlos Rios, em Arcoverde, por volta de 1977. Quando estudante em Buíque, chegou a fundar o primeiro "jornalzinho" artesanal, editado em máquina de papel estêncil, "O PLÁ DO G.C.B".
                Em 1975, se submete ao primeiro concurso público promovido pelo Banco do Estado de Pernambuco – BANDEPE, tendo assumido em novembro do mesmo ano, a função de bancário, na agência de Buíque, passando pouco tempo depois, a trabalhar no Recife, para estudar cursinho e fazer vestibular. Em 1978, se submete a concurso de vestibular e passa no curso de Engenharia da UFPE, do qual ainda chegou a fazer até o sexto período, tendo que interromper, em face de ter passado em concurso interno do Banco, para ocupar nova função e retornou novamente para trabalhar em Buíque, isso por volta de 1981. Desempenhando a nova função no Banco, veio a ser transferido para Pesqueira, por questões de ordem de perseguição política, passando então, a morar naquele lugar, por volta de 1983 e, em 1985, se submete a mais um vestibular, agora, na área de Direito, onde veio a terminar o curso na Faculdade de Direito de Caruaru, em 1990, chegando a ser o orador oficial de sua turma. Também na década de final de 80 para a de 90, funda o primeiro jornal editado na base de composição linotipista, letra por letra, que era editado na Gráfica da Diocese de Pesqueira, "A VOZ DE BUÍQUE", que mexeu com a vida de muito político de Buíque.
                No campo da literatura, sempre escreveu como colaborador, para diversos jornais da região, sendo que, desses, ainda mantém uma coluna, "O Reverso da Medalha", no Jornal de Arcoverde. Em 1988, ainda morando em Pesqueira, publica o seu primeiro livro, intitulado“MODESTO À PARTE”, uma reunião de várias crônicas escritas ao longo de um determinado período. Em 1991, no Governo de Joaquim Francisco, trabalhando então, na agência de Sanharó, é demitido sem justa causa, do BANDEPE, aonde até então trabalhara, mas como já era formado em Direito, passou então a abraçar a militância da advocacia, a qual desenvolve até os dias atuais. No ano de 2005, veio a publicar o seu segundo livro, agora no campo da ficção, intitulado “NO AMOR E NA POLÍTICA MUITA “SAFADAGE” HÁ”, história inspirada na realidade de muitas situações políticas vividas em nossa região e também, em nosso País. Atualmente, está com um livro a ponto de colocar no prelo, em que foram reunidas algumas coletâneas de poesias e crônicas que falam de sentimento, de dor e de amor, de experiências vividas pelo autor. Com o advento da INTERNET, mantém o BLOG DO MANOEL MODESTO, em que todos os dias tem por obrigação de postar matérias sobre temas variados, inclusive na área de Direito e da Justiça.
                Pai de cinco filhos, Hélder, Hémerson, Hélderson, Patrícia Emanoela, do primeiro casamento e, Milton Neto, fruto de uma segunda convivência, continua na sua luta pela sobrevivência e pela vida. 
                Na campanha de 1992, se aventurou a ser candidato a vereador por sua terra, Buíque, fazendo uma pregação séria e de moralidade na política, entretanto, sua candidatura não obteve êxito, até porque, naqueles idos, a política de Buíque vivia épocas um tanto quanto obscuras e de resultados duvidosos e pouco confiáveis, em face de condutas suspeitas.
             Como Advogado, escritor, poeta e jornalista, Manoel Modesto, tem atuado em praticamente, todas às área do Direito, mas especialmente voltado para o Direito Civil, Penal, Trabalhista, Administrativo, Público e Eleitoral. No momento, presta assessoria jurídica a duas prefeituras da região e nas campanhas políticas, sempre tem dado suporte em Direito Eleitoral aos candidatos que venham a contratar os seus préstimos laborais nessa área específica. Manoel Modesto, na qualidade de Advogado, Escritor, Poeta e Jornalista, tem seu sonho maior, voltado para o seu povo, sua gente e sua terra, sem, contudo, deixar de ter uma visão e sentimento de mundo.
 

'Sonhei com a morte de meu filho'', diz mãe de bandido morto em Garanhuns


Depois de ouvir o pai do assaltante morto pela polícia na noite dessa segunda-feira (14), em Garanhuns, Agreste de Pernambuco, o JC Onlineconversou com a mãe de Leonardo Bezerra da Silva, 21, a dona de casa Maria Nazaré da Silva.

Ainda em estado de choque, ela fez questão de dizer que já sabia que o filho morreria naquela noite. “Eu sonhei que estava numa farmácia, sendo atendida por uma mulher, quando apareceu minha mãe, que já faleceu, dizendo: Aceite, que a hora dele chegou”, disse ela, acrescentando que acordou assustada e minutos depois, chegou a notícia na casa dela.

Mãe de dois filhos, Nazaré declara sua dor. “Tive dois filhos; um já se foi e o outro graças a Deus anda no caminho certo, não fez como o Leonardo que se envolvia com coisa errada e deu no que deu. Era meu filho, eu sinto muito por isso. Mas, se a polícia não tivesse matado ele, com certeza ele mataria aquela moça; ele estava drogado”, lamentou.

Questionada sobre o comportado do filho, ela foi incisiva. “Ele praticamente não parava em casa. Estava sempre na rua, por aí, fazendo sabe-se lá o quê. E quando vinha em casa, era sempre ignorante, mas nunca me bateu”, disse ela.

Fonte: JC
Postado por Buíque fm

TOME UMA ATITUDE CONTRA O MOSQUITO

CONFIRA FOTOGRAFIAS DE UMA DAS SETE MARAVILHAS DE PERNAMBUCO