segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Pernambuco tem 911 obras paradas, aponta levantamento do TCE

O estado de Pernambuco tem 911 obras paradas pelo menos desde o ano passado. São obras dos governos municipais e também estadual. Quem crava é o Tribunal de Contas do Estado (TCE), em levantamento divulgado na tarde desta segunda-feira (28), baseado em fiscalizações e na prestação de contas de órgãos estaduais e municipais referente a 2015. 

Os contratos estagnados totalizam mais de R$ 5 bilhões em serviços de infraestrutura, mobilidade, saúde, educação, moradia, abastecimento de água e saneamento básico, entre outros. Desse total, R$ 1,7 bilhão já foi pago. E o benefício ainda não chegou à população.

“A grande preocupação do Tribunal de Contas é quanto aos recursos que já foram pagos e que ainda não chegaram ao objetivo, que não chegaram a atender às necessidades da população. É uma realidade motivada pela situação atual do País, por esse contexto de crise econômica e é assustador”, afirma o auditor e autor do diagnóstico do TCE, Pedro Teixeira.
O número evidencia mais que o dobro da quantidade de obras paradas denunciadas no último relatório do TCE, que apontava 419. Dos 184 municípios pernambucanos, 123 estão com “obras paralisadas ou com fortes indícios de paralisação”, de acordo com o relatório que está na sua quarta edição.
Navegabilidade Capibaribe (Foto: Reprodução / TV Globo)Navegabilidade Capibaribe consta no relatório de 2015 do TCE (Foto: Reprodução / TV Globo)
A campeã em quantidade de obras paradas é a Companhia Estadual de Habitação e Obras (Cehab), com 36. Em seguida, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), com 27. Quando o referencial é o valor dos contratos, a Secretaria das Cidades aparece com 12 obras estruturadoras no valor de R$ 1,135 bilhão.
G1 entrou em contato com os órgãos citados, além da assessoria do governo do estado, mas não obteve resposta. A assessoria da Compesa informou que não pode comentar o assunto no momento.
Obras
Duas delas se referem ao projeto de navegabilidade do Rio Capibaribe: o serviço de dragagem, que começou e não foi finalizado, e a implantação das sete estações fluviais, que sequer foi iniciada. Lançado com pompa em 2012, com a promessa de ficar pronto antes da Copa do Mundo e representando um investimento de R$ 289 milhões, o projeto simboliza o abandono que dá o tom do relatório do TCE.

A reportagem da TV Globo esteve em vários pontos da obra, em maio do ano passado e novamente este ano, e não encontrou máquinas nem funcionários trabalhando no modal de transporte público alternativo que prometia atender cerca de 300 mil passageiros por mês em 13 embarcações e duas rotas. Havia apenas tapumes, mato alto, lixo e focos de criação e reprodução do mosquito Aedes aegypti.
Terminal IV Perimetral Recife (Foto: Thays Estarque/G1)G1 esteve em abril no Terminal IV Perimetral Recife; obra é uma das paralisadas, segundo relatório do TCE  (Foto: Thays Estarque/G1)
Há outras obras da Secretaria das Cidades que se encontram estagnadas, como o Ramal Cidade da Copa e a finalização do Corredor Leste-Oeste. Os terminais integrados da 3ª e 4ª Perimetral, na Avenida Caxangá, deveriam estar prontos há mais de dois anos. Seguem inacabados, sem nenhum serviço e sofrendo com as ações do tempo. O G1 esteve por lá em abril e se deparou com materiais de construção espalhados, lixo, focos de Aedes aegypti e muitos cigarros, tubos de cola e roupas velhas.
Outra obra que consta no relatório do TCE é o Laboratório de Genética Forense, de responsabilidade da Secretaria de Defesa Social (SDS). A construção teve início em 21 de dezembro de 2012 e deveria ter sido finalizada em 20 de abril do ano seguinte. Está parada desde 7 de janeiro de 2014.
No âmbito da Secretaria Executiva de Ressocialização, o presídio de Araçoiaba, anunciado para junho de 2015 e com 3.500 vagas, continua inacabado, enquanto as penitenciárias do Estado convivem com a superlotação. A Secretaria Estadual de Saúde também é alvo do diagnóstico do TCE, com 10 obras paralisadas, entre as quais a reforma e ampliação dos hospitais Barão de Lucena, Getúlio Vargas e Otávio de Freitas.
O diretor do Núcleo de Engenharia do TCE, Ayrton Alcoforado Júnior, explica que a principal finalidade do levantamento de obras paralisadas é pressionar os gestores públicos a retomar os serviços. “À medida que fazemos esse diagnóstico, fazemos um pedido de esclarecimento aos órgãos competentes e com isso a gente muitas vezes consegue retomar as obras. Esse é o nosso objetivo”, observa. “Uma obra sem fim é um recurso perdido. E esse órgão poder responsabilizado por isso”, arremata Alcoforado.
G1 entrou em contato com a Companhia Estadual de Habitação e Obras (Cehab) e segue tentando contato com os órgãos responsáveis pelas outras obras.

Defesa Civil determina fechamento do IML de Caruaru por falta de estrutura

IML de Caruaru (Foto: Reprodução/TV Asa Branca)IML de Caruaru foi fechado por questões de segurança, diz Defesa Civil (Foto: Reprodução/TV Asa Branca)
O Instituto de Medicina Legal (IML) em Caruaru, no Agreste, encontra-se fechado desde a última sexta-feira (26). De acordo com informações repassadas pela assessoria da Defesa Civil, a interdição temporária é por motivos de segurança, devido a queda de parte do teto na terça-feira (22).
"Um vento forte derrubou telhas do IML. Como muita gente frequenta o local, por questões de segurança, houve a decisão de fechar o local. No entanto, uma equipe da Defesa Civil vai até o local hoje para fazer uma nova vistoria e decidir se o espaço pode ser reaberto", informou a assessoria da Defesa Civil de Caruaru.
Uma equipe do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol) vai ao local para conferir a situação. Em abril desse ano o Sinpol pediu a interdição do IML ao Ministério Públic de Pernambuco (MPPE). Integrantes do Sinpol fizeram imagens do local comprovando a estrutura precária do espaço. Com a documentação, o Sinpol foi até o Mppe para pedir a interdição do espaço.
Parentes que estão a espera da liberação dos corpos são os mais prejudicados com a situação. A perícia demora devido ao traslado para o Recife e volta para o interior. Também estão prejudicados os demais serviços ofertados no IML. O G1 entrou em contato com a Secretaria de Defesa Social (SDS-PE), que enviou nota justificando a medida.
"O Instituto de Medicina Legal informa que foi finalizado o reparo no teto da unidade de Caruaru, que funciona no prédio do SVO, vinculado à Secretaria Estadual de Saúde. Até haja liberação por parte da Defesa Civil do município, e com isso o retomada das atividades normais, o Instituto montou um esquema especial para manter a prestação de serviço à população", diz a nota.
Ainda segundo a SDS, os exames traumatológicos continuam sendo feitos na unidade de Caruaru, enquanto os corpos estão sendo encaminhados e periciados na unidade do Recife. Para agilizar a liberação, uma equipe do IML de Caruaru foi deslocada para o Recife, reforçando o trabalho dos peritos.

Relatos do escritor Paulo Tarcísio no livro "AS JANELAS DO SOBRADO"

A FESTA DO COMÉRCIO


Foi um período da adolescência. Dezembro era um mês marcante. Período natalino e do lançamento das novas canções do rei Roberto Carlos, algo que era esperado o ano inteiro. Na rua, a Rádio Difusora União embalava o som da juventude. O estúdio era em um ponto do mercado público. Manoel Wavell Modesto era o seu coordenador. Nelson França o apresentador de vários programas. Muita mensagem natalina. Um dos programas era “Carlos Galvão em tardes especiais” apresentado pelo jovem Carlos de D. Neuda.

Nas tardes, a praça lotava de jovens ouvindo as mais belas canções românticas: “Tranquei a vida, nesse apartamento” cantava Ronnie Von. Outra que tocava muito era Cavalgada, do rei Roberto Carlos. Já os Fevers vinham com “Onde estão teus olhos negros?” entre outros sucessos. Peninha contra-atacava: “Tudo era apenas uma brincadeira e foi crescendo, crescendo, me absorvendo...”.

À noite, na praça central, Nelson França, apresentador da festa (foto) convidava os candidatos a calouro para a apresentação de mais uma noite de disputa. E lá estava eu subindo no palanque. O locutor perguntou: - Qual a música você vai cantar?. Eu respondi “- Amante à moda antiga”, de Roberto Carlos. Aí o apresentador anunciou a todo pulmão: - Vamos receber o calouro Paulo Tarciso ! (as palmas ecoavam...). Tremendo mãos e pernas, la fui eu: - … “Eu sou aquele amante à moda antiga, do tipo que ainda manda flores. ..”. Ganhei a primeira e a segunda noite. Na terceira, Edinho, um jovem que morava na rua da cruz, atual praça Nanô Camelo, cantou “O meu sangue ferve por você”, musica de Sidney Magal, o maior sucesso da época e ganhou de mim. Ele realmente se parecia muito com o astro Sidney Magal. Tinha o cabelo longo, como o do astro e para piorar a minha situação, dançava igualzinho ao ídolo. Acabou meu reinado de calouro que só durou duas noites. 


Após apresentação dos calouros, era a vez de alguns sorteios, e por fim o convidado era Zaal, um componente do Som Bléss Set, oriundo da cidade de Escada (PE), que por sinal era um excelente cantor, o qual ficava até as 2, 3 da madrugada cantando uma seleção especial de Roberto Carlos e internacionais. A cidade ia dormir ao som daquelas canções românticas e se acordava no dia seguinte mais bonita. Parece que a paz descia até nós e se demorava algum tempo, querendo se perpetuar para sempre. Era tempo de natal...


A prefeitura organizava a festa do natal das crianças e um personagem da cidade interpretava Papai Noel, distribuindo um monte de presentes de cima do palanque que era montado na praça principal. A fila dos baixinhos era interminável. Todos ganhavam presentes.

O tempo passou e atualmente, não só na minha cidade, mas em praticamente todo o Estado os administradores resolveram acabar de uma vez por todas essa festividade tão saudável e familiar, principalmente nas cidades de interior. William Pôrto bem que tem lutado para resgatá-la no vizinho município de Arcoverde, através de várias matérias publicadas no Jornal de Arcoverde, além de diversos outros membros da equipe de seus respeitados redatores, sem falar de muitos leitores que reclamam o sepultamento dessa festividade tão querida. Já aqui na minha terra faço meu humilde protesto ao mesmo tempo em que reinvidico através dessa obra a volta da nossa festa do comércio e prefeitura, promovendo a boa música, os encontros de famílias, em vez de tanto “bate estaca” que tanto tem incomodado os nossos ouvidos ultimamente.

Francamente, não entendo os motivos do descaso com essa festa. Tudo bem que os dias atuais estão cheios de novidades, os gostos da juventude são outros, mas não creio que essas novidades justifiquem o fim dessa festa tão popular. Afinal, é somente no mês de dezembro. Vamos aproveitar o que de bom existe na atualidade, afinal, ainda existe muita música de qualidade, entretanto, infelizmente só se divulga “bate-estaca”. Esse tipo de música já tem onze meses no calendário anual para ser tocada. 


Quem foi que disse que boa música, poesia, teatro, calouros, é coisa do passado e que os jovens de hoje não vão gostar?. Tentem pelo menos e verão que vai valer a pena!.


Texto extraído do livro “AS JANELAS DO SOBRADO”, páginas 108/109
Por: Paulo Tarcísio

Em Clima de festa ,noite de autógrafos marca o lançamento do livro da talentosa poetisa Márcia Marina em Buíque.

Em meio a uma exposição de quadros pintados pela artista plástica Malba, a escritora Buiquense Márcia Marina  entrou no  hall da historia de Buíque  lançando seu primeiro livro  no início da noite de sábado(26)  auditório da Pousada Santos .

Como escrever é um dom,  e lançar um livro é uma dadiva de Deus,  Márcia Marina  brilhou e encantou centenas de  convidados  que foram prestigiar  um dos momentos  mais singulares na vida da Advogada,  Professora, e  agora consagrada escritora  da capital do vale.

Feliz por realizar seu sonho e fazer com que centenas de leitores embarque numa viagem de encantos e poesia, a poetisa  brilhou e encantou  os presentes com seu brilho de artista que já nasceu com o dom  mexer com os sentimentos  alheios através de seus poemas que nos fazem refletir  com frases direcionadas ao coração.

Se de um lado  a noite era movida pela emoção, do outro lado  a escritora  fez questão de agradecer a cada um ali presente ressaltando o sentimento de lançar  seu livro  onde cada palavra  se traduz  conforme a imaginação daqueles que  tiverem o privilégio  de ler  sua obra.

Ciente daquilo que faz, ao que tudo indica  assim como foi o sucesso do lançamento do livro, também será um sucesso de vendas,  isso por que  uma filha quase interminável  foi formada por   pessoas que além do livro  almejavam por uma dedicatória acompanhada de um autografo com a assinatura da autora.

Em Buíque a rede de Supermercados Menor Preço Real adere a Black Friday e autoriza descontos que vão de 30 a 70% em mais de 300 itens que serão vendidos nesta sexta e sábado em suas filiais

Aproveitando a onda da Black  Friday , em Buíque, Arcoverde e Itaíba a rede de supermercado Menor Preço Real  resolveu entra no clima  e baixar os preços em mais de 200 itens com descontos  que vão dos 30 a 70%.

Visando atrair as centenas de clientes que aproveitam a ultima sexta feira do mês de Novembro para  correrem as lojas em busca de preços baixos   por causa da promoção, o empresário e um dos principais sócios da rede  autorizou seus gerentes  a investirem em campanhas  publicitarias atrativas  que chamem a atenção .

Como a regra nas três lojas e mesmo chamar a atenção para as suas promoções, na loja  Buíque a Black Friday  se estendera ate  o próximo sábado, passando a ordem a valer para as outras duas lojas, de Itaíba e Arcoverde.

Se de um lado a lista de promoções é extensa, do outro lado os descontos estão visíveis nas centenas de produtos que estão  expostos nas glândulas  espalhadas dentro das três lojas da rede de  Supermercado.

SANTA TEREZINHA: CORPOS DE VÍTIMAS SÃO ENCAMINHADOS AO IML. POLÍCIA EM DILIGÊNCIAS'


 Os corpos dos três jovens baleados e mortos na manhã deste domingo, 27' numa chacina em  Santa Terezinha já foram encaminhados para o IML de Caruaru para perícia médica, já que toda morte violenta interessa a Justiça. A Polícia Militar está em diligencias a procura dos autores dos crimes que chocaram a cidade. As autoridades policiais estão cautelosas e preferem guardar sigilo sobre os acontecimentos. Militares da Paraíba informaram ao blog que já foram acionados e estão em alerta sobre uma possível fuga dos criminosos para o estado vizinho, fronteira com Santa Terezinha. Os assassinos também atearam fogo em uma residência. O medo paira sobre os moradores que preferem não sair de casa, o blog recebeu informação oficial da Assessoria Jurídica do município que o Prefeito Delson Lustosa vai pedir providências ao Governo do Estado, depois de já ter solicitado ao Comandante da Companhia de Tabira, providências sobre a violência que se instalou na cidade nos últimos meses. (breve mais informações sobre o assunto).

Com informações: Blog do Pereira

Mulher com sinais de depressão ingeri veneno e morre no Sitio Mocó II no Município de Buíque agreste do estado.


Resultado de imagem para giro policial buiqueecia buiqueeciaNeste sábado a  Policia Militar foi  informada de que havia uma mulher morta em sua residência no Sitio Mocó II  no município de Buíque no agreste do estado.

De acordo com as informações colhidas com exclusividade pelo Girosocialb, Maria Regina da Silva ,conhecida por Regina de Bastião, 63 anos de idade, casada residente no sitio acima citado  começou a sentir os sintomas de depressão quando tomou conhecimento que era portadora de uma doença grave.

Morando com o esposo e filho, na manhã deste sábado e ela  resolveu  se matar dentro de uma casa abandonada ao lado da sua   ingerindo  uma substância  venenosa mais  conhecida por  chumbinho .

Quando a Policia chegou ao local  encontrou  a vitima com o rosto ensanguentado  caída na parte da cozinha  já sem os sinais vitais (Sinal de Vida)

Encaminhada ao IML,  o corpo será velado  durante o resto da tarde deste Domingo (27)  e as primeiras horas da manha desta segunda feira  para depois ser sepultada no cemitério da cidade de Buíque.  

Com informações: Giro Social B

Criminosos arrombam banco e furtam armas, coletes e monitores no Agreste

Resultado de imagem para cachoeirinha pe pontos turisticosUma agência bancária foi arrombada no domingo (27) no Centro de Cachoeirinha, no Agreste de Pernambuco. De acordo com a Polícia Militar, os suspeitos entraram no banco e levaram três monitores, um tablet, dois coletes à prova de bala, dois revólveres e munições.
Ainda segundo a PM, os criminosos conseguiram desligar o alarme da agência e fugiram com os objetos. Até a publicação desta matéria, nenhum suspeito havia sido localizado ou preso. A Delegacia de Polícia Civil local registrou a ocorrência.

GARANHUNS ESTÁ SEM CADEIA PÚBLICA

A penitenciária da Várzea à época da rebelião

Pereira Filho noticiou no seu programa de rádio, na 87 FM, na TV Combate e no site Imprensa do Agreste, que Garanhuns, cidade com mais de 140 mil habitantes, está no momento sem nenhuma cadeia pública.

Esse fato, segundo o radialista, gera uma série de problemas. Mostra o desprestígio do município perante o Governo do Estado, contribui com a insegurança, pois quando a polícia prende um bandido ainda vai ter de procurar um lugar para levá-lo e causa transtorno às famílias dos detentos, que para visitá-los precisam se deslocar para Bom Conselho, Caruaru, Pesqueira ou outros lugares mais distantes.

Garanhuns teve durante muitos anos uma cadeia funcionando no bairro Aluízio Pinto. Esta se tornou inconveniente por estar em área nobre da cidade, mas o governador Eduardo Campos fechou a penitenciária feminina da Várzea e lá passou a funcionar a cadeia pública.

Acontece que o presídio garanhuense entrou em reforma, depois de uma rebelião,  sem prazo de conclusão dos trabalhos e todos os detentos foram transferidos para outras cidades.

Se o governador Paulo Câmara é um pouco devagar no Estado como um todo, em relação a Garanhuns a situação é pior: não fez o hospital que prometeu e nem a sua gestão consegue concluir a reforma da cadeia.

Abaixo disponibilizamos o link da TV Combate. Você pode assistir o vídeo e conferir a situação da penitenciária da Várzea:


http://robertoalmeidacsc.blogspot.com.br/

É enea! Palmeiras bate Chapecoense e conquista o Campeonato Brasileiro


Palmeiras x Chapeconese poster (Foto: Marcos Ribolli)
Não importa o que digam. O Palmeiras é o campeão brasileiro de 2016. Não. É mais. É o maior de todos os campeões nacionais. Com a vitória por 1 a 0 sobre a Chapecoense, neste domingo, em sua arena lotada, o Verdão chegou ao nono título brasileiro. Ultrapassou o Santos e se tornou o time que mais vezes conquistou o Campeonato Brasileiro. É enea! Veja o gol do título, de Fabrício, no vídeo acima.
Não perca a conta. O Palmeiras foi campeão em 1960, 1967 (Taça Brasil), 1967 (Torneio Roberto Gomes Pedrosa), 1969, 1972, 1973, 1993, 1994 e, agora, 2016.
O título deste ano, o primeiro do Verdão nos pontos corridos, vem de forma incontestável. Em 37 partidas (ainda há uma rodada a ser disputada), a equipe do técnico Cuca, que previu o título, somou 77 pontos: 23 vitórias, oito empates e seis derrotas. É o time que mais venceu, menos perdeu, mais marcou gols (60) e menos sofreu (31). 
O Palmeiras nem precisou marcar para que a torcida começasse a fazer a festa na arena. Logo aos 2 minutos, o estádio explodiu com a informação de que o Flamengo havia aberto o placar contra o Santos, no Maracanã. Resultado que seria suficiente para o Verdão. Tranquilo em campo, controlando o jogo com passes precisos e marcação firme, a equipe da casa foi à rede aos 25, com Fabiano batendo por cobertura após jogada ensaiada de falta. 
A Chapecoense, que tentava se aproximar do gol de Jailson na base do toque rápido (chegou a levar perigo em cabeçada de Sérgio Manoel), sentiu o gol e deu campo para o Palmeiras jogar. O time de Cuca, então, tomou conta de vez da partida e criou chance para mais gols. Aos 43, Gabriel recebeu lindo passe de Moisés e só não marcou porque Danilo fez grande defesa. 
A vantagem adquirida no primeiro tempo deu muita tranquilidade ao Verdão, que começou o segundo tempo comandando todas as ações em campo. Trocou passes com correção e envolveu a Chapecoense, que só conseguiu passar a linha de meio-campo aos 25 minutos. 
À medida que o tempo ia passando e o título se aproximava, a torcida ia trocando a apreensão pela festa. O segundo gol do Flamengo só confirmou. Abraços, sorrisos e algumas lágrimas para festejar o novo título nacional do Verdão. Ao final do jogo, prêmio para um ídolo. Fernando Prass, que estava parado desde agosto, por lesão, entrou aos 45 para ser festejado pela torcida. Apito final, explosão do estádio e a alma lavada. 
Os campeões brasileiros de 2016 (Foto: Marcos Ribolli)

TOME UMA ATITUDE CONTRA O MOSQUITO

CONFIRA FOTOGRAFIAS DE UMA DAS SETE MARAVILHAS DE PERNAMBUCO