sábado, 6 de abril de 2013

Prefeito de Buíque consegue mais 3 carros pipa para atender população


A estiagem continua no Agreste e Sertão pernambucano e cada dia cresce a demanda por água potável para a população.  A zona rural é a mais castigada, já que todos os pequenos açudes secaram, eliminando assim, a fonte de água para animais e em alguns casos para a população.
Em Buíque, um dos primeiros atos do prefeito Jonas Camêlo após a posse, foi partir em busca de recursos para atender a necessidade do povo por água. Há duas semanas, o prefeito conseguiu mais três carros pipa atender a população do município.
O prefeito Jonas se mostra preocupado com a situação atual da escassez de água em Buíque. Segundo ele, caso não seja registrada chuva nos próximos dias, ele pretende buscar outras parcerias para garantir o líquido precioso à população.
Os atuais carros pipa trabalham diariamente levando água para as comunidades rurais. A água é depositada nas cisternas garantindo assim acesso do povo. Já em outras localidades estão sendo perfurados poços artesianos, para também dar suporte a falta dágua.

Guga Lins firma parceria com universidades e leva cursos técnicos e superiores para Sertânia‏


Guga Lins firma parceria com universidades e leva cursos técnicos e superiores para Sertânia‏
O sonho de ter um curso técnico ou um curso superior reconhecido pelo Ministério da Educação, agora está mais perto dos jovens de Sertânia, no Sertão do Estado. É que o prefeito Guga Lins (PSDB) fechou parceria com as universidades Funeso (Fundação de Ensino Superior de Olinda)  e Unesf (União das Escolas Superiores da Funeso).
As inscrições já estão abertas e podem ser feitas na secretaria de Municipal de Educação com Maria Claudia pelo fone 87-9630.6601 ou 91563143 ou ainda com Renata Rafaela (87-9940.7647). As inscrições para o vestibular são gratuitas.
O aulão preparatório para o vestibular das faculdades Funeso e Unesf irá acontecer no dia 03 de maio às 19hs no galpão das artes de Sertânia. Já o vestibular acontecerá na escola Isaura Xavier, no dia 05 de maio, a partir das 09h da manhã. Os cursos serão ministrados na escola Etelvino Lins, sempre aos sábados, a cada 15 dias, em período integral (manhã e tarde). As aulas começam no dia 25 de maio.
Na área de graduação estão sendo oferecidos os cursos de Administração, Matemática, Biologia, História, Geografia e Pedagogia. Já na área técnica serão oferecidas vagas para os cursos de técnico em  Enfermagem, Veterinária e Segurança do Trabalho.
De acordo com a o prefeito Guga Lins, os cursos técnicos não precisam fazer vestibular. Além disso, também serão disponibilizados cursos na área de pós-graduação: psicopedagogia, institucional e clínica. Os cursos serão uma ótima oportunidade para nossos jovens se prepararem e se capacitarem para entrar no mercado de trabalho com qualidade, disse Lins.
Pela parceria feita entre a Prefeitura e as faculdades, o valor da mensalidade dos cursos de graduação e técnicos, que é de R$ 300,00 (trezentos reais), terá um desconto de 50%, ficando por R$ 149 mensais.

Arcoverde planeja São João 2013 com órgãos responsáveis e parceiros

Arcoverde planeja São João 2013 com órgãos responsáveis e parceiros
Arcoverde saiu na frente e promoveu na ultima quinta-feira (04) o primeiro encontro preparatório para a organização do São João 2013, no gabinete da Prefeita Madalena Britto (PTB). Sob a coordenação do Comitê Gestor de Eventos, o encontro reuniu as Polícias Militar, Civil, Corpo de Bombeiros, Conselho Tutelar, Compesa, SESC- Arcoverde e Coletivo Cultural de Arcoverde – Cocar, entre outros parceiros e patrocinadores.
A prefeita abriu o evento agradecendo a presença de todos e falando da importância de unir forças para alavancar ainda mais o melhor São João do Nordeste, que, esse ano, acontece entre os dias 20 e 29 de junho.
O secretário de Turismo e Eventos Albérico Pacheco apresentou o novo conceito da festa junina, que passa a se chamar Arcoverde Capital do Sertão. Com 10 polos de animação, a festa terá uma estrutura baseada na dos anos anteriores. Serão mais de 150 atrações numa programação diversificada, que será divulgado no próximo dia 23 de abril, em coletiva de imprensa no Recife.
Em seguida o Comandante do 3° BPM, Major Ferreira Junior falou da satisfação de trabalhar numa festa de tamanha dimensão e organização “E além de tudo, ser   considerada,  a mais tranqüila do Estado nessa época junina”, enfatizou.
Para que em 2013, mantenha essa imagem e agora como capital do são João, o comandante  já solicitou a necessidade de 140 homens para fazer a segurança do evento. Para isso,  pediu o apoio da prefeita, para que junto ao governo do estado faça chegar esse contingente, que eles não dispõem na cidade.
“Precisamos aumentar a quantidade de câmaras  nos pólos, tentar montar uma estratégia para diminuir as saídas e entradas dos pólos de animação. Um evento, que hoje está profissionalizado, não poderia lidar de forma amadora.”
O Corpo de Bombeiros garantiu uma viatura de incêndio, além da de resgate, que sempre está presente. Uma outra sugestão foi a disponibilidade de um posto fixo para pequenas emergências. “Queremos evitar o deslocamento da viatura, por causa, por exemplo, de um pequeno corte ou tontura”, declarou o Tenente Fábio, que assim como a polícia Militar solicitou o apoio do governo municipal para lutar por homens durante o evento.
Na ocasião, ainda foi discutida junto à Compesa a situação da água na cidade na época dos festejos juninos. “Com a situação de hoje, temos uma capacidade de 14 %, daqui para lá, se não chover, estaremos atuando com carros pipas e um racionamento mais rigoroso. Já estamos elaborando uma operação para a festa”, falou o Gerente Regional da Compesa, Denis Mendes.
O sucesso de “Arcoverde: Capital do São João” só será possível com a colaboração de cada um de vocês, finalizou a prefeita Madalena Britto, que agradeceu e falou da importância de fazer uma gestão participativa, ouvindo todos.

Sistema de irrigação antigo joga fora água de açude durante seca em PE - REPORTAGEM ESPECIAL DO JORNAL NACIONAL MOSTRA A SITUAÇÃO DE BUÍQUE

Enquanto a água é desperdiçada, mais de três mil agricultores esperam a chuva para voltar a plantar.

Em Pernambuco, três anos seguidos de pouca chuva deixaram os maiores açudes em situação crítica. Na seca mais grave dos últimos 60 anos, ainda existe o desperdício de água.
Pouca água, barrenta e salgada. A barragem do Mulungu, em Buíque, no sertão de Pernambuco, é mais uma a entrar em colapso.
Quinze grandes reservatórios já secaram. “Nós só tivemos uma seca severa como esta, em uma região inteira, nos anos 50. É um fenômeno extremamente grave”, analisa Almir Cirilo, secretário de Recursos Hídricos – PE.
Mesmo na época das chuvas, o maior açude do estado está com apenas 21% da capacidade. 

Não é apenas a seca que está acabando com a água do poço da cruz. Um sistema de irrigação antigo e sem manutenção está jogando fora boa parte da água do açude, dia após dia, em tempos de seca severa.

As mangueiras inundam as plantações com uma quantidade de água muito maior do que a necessária. Em julho do ano passado, o Jornal Nacional mostrou o desperdício. Nove meses depois, o problema continua.
Para que o açude não seque, foi preciso reduzir o número de lotes irrigados para menos da metade. A quantidade de dias de fornecimento de água também diminuiu.
"Quando o açude seca, os irrigantes vão embora e deixam os lotes de lado abandonados", conta José Wilton dos Santos, técnico do Dnocs.
Foi o que aconteceu com os 30 mil pés de banana de José Medeiros Cavalcanti. "Fico triste. Como é que vai fazer? A água se acabando e aí uma seca dessas. Não chove", lamenta o agricultor.

Enquanto a água é desperdiçada, mais de três mil agricultores esperam a chuva para voltar a plantar.

O Departamento Nacional de Obras Contra as Secas, o Dnocs, anunciou que ainda este ano vai começar a reforma no sistema de irrigação do açude Poço da Cruz.

TOME UMA ATITUDE CONTRA O MOSQUITO

CONFIRA FOTOGRAFIAS DE UMA DAS SETE MARAVILHAS DE PERNAMBUCO