sexta-feira, 18 de maio de 2012

Não Houve Reunião na Câmara de Vereadores Hoje, "Pense Numa Pegada de Á"

Não houve reunião na noite de hoje na Câmara Municipal de Buíque. Recentemente o encontro tem acontecido em outros dias e horários, saindo da tradicional quinta-feira. 

Hoje dia 17 de maio de 2012, tudo parecia festa para oposição do atual prefeito Jonas Camêlo Neto, muitos comentários se ouviam nas ruas e esquinas, dizendo que as contas do ex-prefeito Arquimedes Valença seriam aprovadas, até se falavam em carreata comemorativa, girândolas e tudo que tem direito, mais, "CAMBROCOU", nem houve reunião, muito menos festa, pelo contrário, até vimos gente chorando por ai.

"Meus Deus", até quando o povo vai continuar sustentando falsas ilusões? até quando?.

Recentemente foi postado uma matéria no blog Giro Social B, do amigo Adauto Nilo sobre a aprovação das contas do ano de 2002, e, que a mesma seguiria o rumo do Tribunal de Contas do Estado e seria imediatamente aprovada nesta data, 17/05, é uma pena, não terem se reunido para tal aprovação, pior ainda é, saber que ainda existem contas rejeitadas e, que, essas sim, são as pesadinhas do governo Arquimedes 2005 e 2007.

O fato de aprovarem tais contas do exercício de 2002, não influi no exercício de 2005 e 2007, pelo motivo  das mesmas já estarem rejeitadas pelo TCE, a não ser que, "alguém de bom coração faça uma boa ação com o ex-prefeito emprestando muito dinheiro para quitar o seu débito com a justiça". Confira o relatório do TCE sobre contas 2005 e 2007.

CONTAS 2005

         De acordo com o relator do processo, conselheiro substituto Luiz Arcoverde Filho, a prestação de contas foi analisada pela Inspetoria Regional de Arcoverde, que encontrou diversas irregularidades e notificou o ordenador de despesas para apresentação de defesa.

         Após a análise do memorial de defesa, restaram comprovadas as seguintes irregularidades: não aplicação de 60% dos recursos do Fundef na remuneração dos profissionais do magistério; não aplicação de 25% da receita do município na manutenção e desenvolvimento do ensino fazendo com que o município figure hoje na 5.110ª colocação, no Brasil considerando-se os índices de desenvolvimento educacional; excesso em obras de engenharia no valor de R$ 81.572,03; indícios de fraude em obras que teriam sido realizadas diretamente pela Prefeitura; e excesso em serviços de limpeza urbana no valor de R$ 1.274.760,00 constatado por auditoria especial. 

O relator acolheu parecer do Ministério Público de Contas pela rejeição da prestação de contas e determinou o encaminhamento dos autos ao Ministério Público Estadual para fins de representação.

CONTAS 2007

         Após a rejeição das contas relativas ao exercício de 2005 da prefeitura de Buíque, onde foram julgadas e reprovadas pela Câmara Municipal de Vereadores. O TCE-PE encaminhou para o atual presidente Vanildo Almeida (Dodó), o processo T.C. Nº 0870087-4.

         Agora as contas relativas ao exercício de 2007 do ex-prefeito de Buíque, Arquimedes Guedes Valença (PTB), foram reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). O ex-prefeito do município de Buíque terá que devolver também R$ 499.729,63 aos cofres públicos, por várias irregularidades na sua gestão, inclusive, ausência de comprovação de despesas.

TOME UMA ATITUDE CONTRA O MOSQUITO

CONFIRA FOTOGRAFIAS DE UMA DAS SETE MARAVILHAS DE PERNAMBUCO