quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

'Estamos tentando obter respostas', diz diretora da OMS sobre zika

Margareth Chan realizou visita ao Imip, centro de referência no Recife.
Sanitarista elogiou protocolo adotado pelo país para notificar microcefalia.

Do G1 PE
A diretora-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Margareth Chan, realizou visita, na manhã desta quarta-feira (24), ao Instituto Materno Infantil de Pernambuco (Imip) para acompanhar de perto as ações desenvolvidas no combate às doenças causadas pelo Aedes aegypti (dengue, chikungunya e o vírus da zika), e no tratamento dos casos de microcefalia.
A sanitarista chegou à unidade com 40 minutos de atraso e comandou uma miniconferência no local para exposição de dados sobre o tema. Acompanhada pela diretora da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), Carissa Etienne, Chan visitou ambulatório e sala de reabilitação. [Veja vídeo acima]
Em uma conferência tumultuada, acompanhada por jornalista de vários países, Chan falou em inglês, sem tradutor. Disse que estava em Pernambuco para aprender sobre o problema. "É preciso aprofundar o estudo da relação da zika com a microcefalia. A zika é mistério. Ainda estamos tentando obter respostas. Precisamos comparar padrões. O Brasil tem pessoas competentes. Não tenho medo do mosquito. O trabalho tem sido excelente. Não é fácil. Faço um apelo à mídia: vamos trabalhar juntos", declarou.
Minutos depois, a diretora-geral da OMS também fez uma apresentação com tradução. Nesse momento, disse que gostaria de mandar três mensagens. Elogiou o trabalho realizado no Imip, falou da importância da transparência de dados no Brasil e afirmou que o governo agiu com coragem.
"Não é fácil combater o problema, mas a gente pode. A cada dois anos há um ciclo de doenças ligadas ao mosquito. Vamos contar com a população e reduzir a população do Aedes aegypti. Se o Brasil se mobilizar, irá causar uma mobilização nos outros países da América Latina", ponderou.
A sanitarista ainda mandou mensagem para as mães com recém-nascidos vítimas da microcefalia. "Temos que pensar nas famílias. Vamos enfrentar este drama por muitos anos. Temos que entender como ajudar essas pessoas", encerrou.
Integrante da comitiva da diretora da OMS, o ministro da Saúde, Marcelo Castro, ressaltou a expectativa de que as vacinas desenvolvidas no Brasil fiquem prontas o mais breve possível. A estimativa é de que em três anos a do vírus da zika fique pronta e em dois a da dengue.
Castro destacou que é preciso engajamento de todos. "Há cidades que acabaram com o mosquito com uma ação conjunta entre governo e a população. Jaguaribe, no Ceará, é um exemplo. Se lá conseguiram, os outros municípios também podem", salientou.
Diretora geral da OMS, Margareth Chan, visita o Recife (Foto: Aldo Carneiro/ Pernambuco Press)Chan veste camisa da campanha 'Zika Zero' durante visita (Foto: Aldo Carneiro/ Pernambuco Press)
Microcefalia
Pernambuco é o estado com maior número de notificações de microcefalia. Segundo o último boletim divulgado na terça-feira pelo Ministério da Saúde, o estado conta com 1.601 notificações de suspeita, das quais 209 estão confirmadas e 1.188 continuam sob investigação.

Recife tem 42 casos de microcefalia confirmados e 272 sob suspeita. Em 2016, segundo a Prefeitura do Recife, 313 mil imóveis foram vistoriados na cidade, em busca de focos de mosquito. O índice de infestação de Aedes na capital caiu. Em janeiro deste ano, chegou a 1.1%, menor índice dos últimos dez anos. Antes era de 3.8%, em novembro.
Na chegada da comitiva ao Imip, no início da manhã, o secretário estadual de Saúde, Iran Costa, falou do alto custo que o estado terá para intensificar as ações de combate à microcefalia em Pernambuco. Segundo ele, os gastos este ano deverão se aproximar dos R$ 30 milhões. Iran Costa acrescentou, ainda, que quatro novos núcleos de referência para o tratamento e atendimento aos bebês com microcefalia deverão ser inaugurados nos próximos dias nas cidades de Palmares, Goiana e Limoeiro, na Zona da Mata, e em Ouricuri, no Sertão.
Chan chegou na última terça-feira (23) ao país. Em visita a Brasília, a diretora-geral da OMS afirmou que o governo brasileiro tem sido transparente no combate ao Aedes aegypti – transmissor da dengue, febre amarela, chikungunya e vírus da zika (relacionado à microcefalia). Ela também elogiou o "empenho e liderança" da presidente Dilma Rousseff (PT) e as políticas de saúde pública do governo.

TCE envia 'oficio-alerta' a 26 municípios pernambucanos que descumprem a Lei de Responsabilidade Fiscal

O conselheiro substituto Adriano Cisneiros enviou "ofício-alerta" nesta quarta-feira (24) a 26 prefeitos pernambucanos cujos municípios estão comprometendo, com o pagamento da folha, mais do que é permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal. 

Segundo ele, com esse tipo de providência o Tribunal de Contas está advertindo as prefeituras para que tomem as medidas de enxugamento que a própria Lei prevê, sob pena de haver penalidades para o município (proibição para celebração de convênios, por exemplo) e também para o próprio gestor (rejeição de contas e aplicação de multa).

Pela LRF, o município só pode comprometer até 54% de sua receita corrente líquida com a folha de pessoal. No entanto, dos 26 que foram notificados, 21 já ultrapassaram este limite. São eles: Abreu e Lima(60,76%), Águas Belas (58,30%), Barra de Guabiraba (64,49%), Bom Conselho (55,33%), Cabo de Santo Agostinho (54,33%), Custódia(73,10%), Feira Nova (57,81%), Itambé (68,99%), Jatobá (55,62%),Lagoa do Carro (65,02%), Machados (57,18%), Moreilândia(55,51%), Moreno (60,79%), Orobó (54,87%), Pombos (55,27%), Rio Formoso (67,73%), Sanharó (59,31%), Santa Maria do Cambucá(56,98%), Timbaúba (57,27%), Toritama (64,89%) e Vitória de Santo Antão (58,30%).

De acordo ainda com Adriano Cisneiros, já estão próximo ou ultrapassaram o "limite prudencial" os municípios de Amaraji (50,72%),Belém de Maria (51,02%), Cachoeirinha (49,17%), Buenos Aires(53,86%) e Dormentes (51,85%).  

Visando os benefícios e impondo suas regras, vice prefeita e atual pré-candidata participa de reunião com dezenas de colaboradores para definir novos rumos nas redes sociais em Buíque.

Como a internet  e suas redes sociais prometem ser as  principais aliadas  na campanha eleitoral de 2016, em Buíque no agreste do estado, os  marqueteiros de plantão  estão  começando a entender que poderão tirar valiosos proveitos do mundo virtual que cresce assustadoramente a cada hora no mundo e mais espertos do nunca começam a usar e abusar dos veículos de comunicação ligados a internet  sem gastar praticamente nada  para  expor suas ideias em prol dos seus pré-candidatos.

Preocupados com os efeitos causados no principal grupo criado no whatsapp  que leva o sugestivo nome de “Juntos Somos Mais Fortes”  com mais de 140 participantes criado com a única intenção de agregar  simpatizantes e colaboradores  á  pré-candidatura da atual vice-prefeita Miriam Briano ao cargo de chefe do executivo Municipal, nesta noite de terça-feira, administradores e membros do grupo se reuniram no auditório da Pousada Santos pela segunda vez  para avaliar os prós e os contras  para juntos traçar  as novas estratégias que deverão seguir de hoje por diante.

Como o grupo é publico e tem algumas ressalvas, apesar de todos os participantes estarem unidos pelo mesmo objetivo, divulgar o nome de Miriam Briano e buscar cada vez mais novas adesões, houve-se momentos em que os comentários de alguns dos participantes fugiram do controle de seus administradores, em que ao invés de defender a atual gestão da qual a Vice Prefeita faz parte começaram indiretamente a  contra-atacar, o que de fato não caiu bem e tão pouco agradou  alguns dos administradores  nem tão pouco a pré-candidata.

De poder do uso da palavra que foi dado a cada um dos presentes, num debate com ideais construtivas decidiu-se que: fica terminantemente proibido qual quer tipo de crítica que não seja construtiva a atual gestão, até mesmo por que, não se pode criticar uma administração  onde direto ou indiretamente Miriam Briano faz parte sendo a vice-prefeita que não descarta as possibilidades de um apoio do prefeito, já que esse foi o principal acordo de quando ela se uniu ao grupo em 2012  somando votos para sua reeleição.

Corpo de criança de 2 anos é achado por vizinho dentro de cisterna em PE

Mãe lavava roupa quando menino saiu para brincar e caiu em reservatório.
Local era tampado com isopor e tijolos na zona rural de Taquaritinga do Norte.

Do G1 Caruaru
Um menino de dois anos morreu afogado nesta quarta-feira (24) em uma cisterna que estava sendo construída em Taquaritinga do Norte, no Agreste de Pernambuco. De acordo com a Polícia Civil, a criança morava em Cachoeira do Arroz, zona rural do município, e caminhou de casa até a propriedade de um vizinho - onde estava a cisterna.
O corpo foi encontrado pelo vizinho quando ele chegou com pedreiros no local, percebeu que o reservatório estava aberto e viu a criança dentro. A polícia não soube informar a profundidade da cisterna.
O delegado Luiz Carlos Lins informou que o reservatório estava em construção e tampado com isopor e tijolos. "A mãe da criança disse que estava lavando roupa e deixou o menino brincando. Foi quando aconteceu o fato", afirmou. Segundo Lins, um inquérito será aberto. Os pais da criança e o vizinho serão chamados para prestar depoimento.
O corpo foi encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru.

Mulher é presa com 5 kg de maconha ao denunciar marido por tráfico em PE

Droga foi localizada dentro de uma sacola, diz Polícia Civil (Foto: Divulgação/ Polícia Civil)Droga foi localizada dentro de uma sacola, diz polícia (Foto: Divulgação/ Polícia Civil)
Uma mulher foi presa com um total de 5,5 kg de maconha após denunciar o marido por tráfico de drogas em Cupira, no Agreste de Pernambuco. De acordo com a Polícia Civil, ela estava com uma sacola quando chegou à delegacia para fazer a denúncia. Ao ser realizada a revista, a polícia localizou a droga. O caso divulgado nesta quarta-feira (24) ocorreu na segunda (22).

Ainda segundo a Polícia Civil, a mulher foi presa em flagrante e encaminhada para a Colônia Penal Feminina de Buíque. Até o momento da publicação desta matéria, o marido dela estava foragido.

Mecânico é morto a tiros dentro da oficina dele em Serra Talhada, PE

Um mecânico de 38 anos foi morto a tiros na noite desta quarta-feira (24) em Serra Talhada, no Sertão de Pernambuco. De acordo com a Polícia Civil, o crime aconteceu na oficina da vítima - enquanto ela trabalhava,  o suspeito entrou e atirou. A polícia informou que ele foi atingido por pelo menos quatro disparos que atingiram a cabeça e o pescoço.
Segundo a Polícia Militar, a esposa da vítima disse que ele estava recebendo ameaças. O motivo não foi informado. O homem chegou a ser socorrido para o Hospital Regional Professor Agamenom Magalhães (Hospam), mas não resistiu aos ferimentos. O corpo dele será encaminhado ao Intituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru, no Agreste.
A Polícia Civil informou que ainda não há uma linha de investigação para o crime. Até a publicação desta matéria, nenhum suspeito havia sido preso ou identificado.

'Balançou tudo', relata moradora sobre tremor de magnitude 3.8 no Agreste

A agricultora Janaína Maria da Conceição Santos mora próximo ao epicentro do tremor registrado no Agreste (Foto: Paula Cavalcante/ G1)A agricultora Janaína Maria da Conceição Santos mora próximo ao epicentro do tremor registrado no Agreste (Foto: Paula Cavalcante/ G1)
Moradores da zona rural de São Caetano, no Agreste de Pernambuco, foram visitados nesta quarta-feira (24) por técnicos do Laboratório Sismológico (LabSis) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). O objetivo era mapear a área para identificar o lugar mais aproximado do epicentro do tremor de 3.8 de magnitude registrado na terça-feira (23). O ponto mais perto apontado pelos sismólogos foi uma propriedade no Sítio Boa Vista.
A agricultora Janaína Maria da Conceição Santos, de 21 anos, mora em uma das comunidades próximas ao epicentro. "Eu me agarrei nos meninos. Só vi as telhas balançando. Balançou tudo mesmo, até as paredes tremeram, parecia que estavam dançando. Dançou tudo", relatou ao G1.
Telha supostamente afastada por causa de tremor no Agreste de PE (Foto: Paula Cavalcante/ G1)
Telha supostamente afastada por causa de tremor
no Agreste de PE (Foto: Paula Cavalcante/ G1)
"A gente tem o dado instrumental, que já dá para você uma referência de onde ocorreu, e a gente vem fazer o trabalho chamado de macrocismo, que é ver o efeito na parte estrutural e também nas pessoas", explicou o sismólogo Eduardo Menezes, do LabSis.
Ainda de acordo com Menezes, não há como prever um tremor. "O que se pode fazer é um acompanhamento, até mesmo da evolução temporal. São eventos que acontecem durante um determinado período, com frequência pequena. Pode ter evento de magnitudes maiores como também pode ter período de vários eventos de pequena intensidade".
Agricultora Janilda Maria Regina da Conceição estava em casa na hora do tremor (Foto: Paula Cavalcante/ G1)
Agricultora Janilda Maria estava em casa na hora
do tremor (Foto: Paula Cavalcante/ G1)
Quem também estava em casa e sentiu o tremor foi a agricultora Janilda Maria Regina da Conceição, de 20 anos. "Tava sentada quando pensa que não começou a tremer. Senti tremendo muito, mexendo bastante a estante, um monte de coisa dentro de casa."
Na cidade, o ambulante Manuel Messias, de 46 anos, contou que estava encostado em uma parede quando o tremor foi registrado. "Para mim o prédio ia cair. A barraquinha do cachorro-quente balançou todinha na calçada. Deu um susto medenho. Quem tava dentro de casa correu para o meio da rua".
Sobre o fato de moradores de municípios mais distantes terem relatado que sentiram o tremor, como por exemplo Catende, na Mata Sul, o sismólogo afirmou que quando a magnitude é de 3.8 a 4, é possível sentir em um raio de até 100 quilômetros.
Eduardo Menezes, sismólogo do Laboratório Sismológico (LabSis) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) (Foto: Paula Cavalcante/ G1)Sismólogo Eduardo Menezes monitorou área do epicentro do tremor de 3.8 de magnitude registrado no Agreste pernambucano (Foto: Paula Cavalcante/ G1)
Mais de 200 tremores
No intervalo de pouco mais de 17 horas, foram registrados 259 tremores em São Caetano e Caruaru, no Agreste de Pernambuco, entre as 12h da terça-feira (23) e as 5h30 desta quarta (24). A informação é do Laboratório Sismológico (LabSis) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). De acordo com o sismólogo Eduardo Menezes, "o epicentro do fenômeno foi em São Caetano. O abalo de 3.8 de magnitude atingiu um raio de 50 quilômetros".

Moradores de outras cidades relataram em redes sociais que também sentiram os abalos: Toritama, Agrestina, Riacho das Almas, Belo Jardim, Brejo da Madre de Deus, Tacaimbó e Camocim de São Félix, no Agreste; além de Catende, Água Preta, Belém de Maria e Palmares, na Mata Sul. Renan Lima é formado em Relações Internacionais e mora em Caruaru. Ele é uma das pessoas que sentiu o abalo. "Foi o mais forte que já presenciei", contou ao G1.

Causa dos tremores
O sismólogo Eduardo Menezes esclareceu ao G1 que estes fenômenos fazem parte do mecanismo do planeta Terra. "Em determinados locais da Terra, os esforços ou forças que atuam no interior do planeta provocam movimentos nas rochas fazendo elas se moverem. É assim que se geram os tremores. Em alguns lugares [os abalos] são fortes e em outros, fracos. Às vezes os fenômenos nem chegam a ser observados", explicou.

Arcoverde abre inscrições de seleção para 19 vagas temporárias, no Sertão


Estão abertas a partir desta terça-feira (23) as inscrições para o processo seletivo simplificado da Secretaria de Educação de Arcoverde, Sertão de Pernambuco. As 19 vagas oferecidas são para quem possui Ensino Médio ou Superior. Os salários variam de acordo o piso de cada categoria, conforme consta no edital. O certame também terá cadastro de reserva.

As oportunidades são para professor, cuidador de estudande com deficiência, auxiliar de creche e monitor de programas educacionais. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas presencialmente da sede da prefeitura - localizada na Rua Maria José dos Santos Moreno, número 15, Centro - das 8h às 13h.

As inscrições também podem ser feitas via Correios. Os detalhes deste processo podem ser conferidos no edital do processo seletivo, que está disponível no site da Prefeitura de Arcoverde.

A seleção dos inscritos será por meio de prova escrita, que deve ocorrer no dia 13 de março. O contrato de trabalho será vigente por um ano, podendo ser prorrogado por igual período. 

Tremor de magnitude 3.8 é registrado em São Caetano e Caruaru, diz LabSis

Sismograma registrou o abalo sísmico de 3.8 de magnitude entre São Caetano e Caruaru (Foto:  Divulgação/ LabSis/UFRN)Sismograma registrou o abalo sísmico de 3.8 de magnitude entre São Caetano e Caruaru (Foto: Divulgação/ LabSis/UFRN)
Um tremor de 3.8 de magnitude foi registrado na tarde desta terça-feira (23) em São Caetano e Caruaru, no Agreste de Pernambuco. De acordo com Eduardo Menezes, sismólogo do Laboratório Sismológico (LabSis) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), "foram mais de 85 tremores até às 17h na região Agreste, que são registrados pela estação mas não são sentidos pela população. O epicentro do fenômeno foi em São Caetano. O abalo atingiu um raio de 50 quilômetros".
Ainda segundo o sismólogo, municípios vizinhos também sentiram o tremor. Moradores de outras cidades relataram em redes sociais que também sentiram os abalos: Toritama, Agrestina, Riacho das Almas, Belo Jardim, Brejo da Madre de Deus, Tacaimbó e Camocim de São Félix, no Agreste; além de Catende, Água Preta, Belém de Maria e Palmares, na Mata Sul.
Renan Lima é formado em Relações Internacionais e mora em Caruaru, também no Agreste. Ele é uma das pessoas que sentiu o abalo. "Foi o mais forte que já presenciei", contou ao G1.
A estudante Paula Gabriela Oliveira disse que estava em casa com filho quando sentiu o tremor. "Foi bem forte. Depois ouvi um barulho pequeno de algo quebrando na sala. Quando percebi, vi que uma parte do gesso havia rachado", relatou a moradora de Caruaru.
Teto da casa de uma moradora de Caruaru aoresentou rachadura após tremor (Foto: Paula Gabriela Oliveira/ Arquivo Pessoal)
Teto da casa de uma moradora de Caruaru
apresentou rachadura após tremor (Foto: Paula
Gabriela Oliveira/ Arquivo Pessoal)
Nenhuma ocorrência
A Polícia Militar e a Prefeitura de São Caetano informaram ao G1 que não atenderam nenhuma grave ocorrência no local. O G1também entrou em contato com a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros de Caruaru. De acordo com eles, também não houve nenhum registro grave no município e nas cidades vizinhas. 

Causa dos tremores
O sismólogo Eduardo Menezes esclareceu aoG1 que estes fenômenos fazem parte do mecanismo do planeta Terra. "Em determinados locais da Terra, os esforços ou forças que atuam no interior do planeta provocam movimentos nas rochas fazendo elas se moverem. É assim que se geram os tremores. Em alguns lugares [os abalos] são fortes e em outros, fracos. Às vezes os fenômenos nem chegam a ser observados", explicou.

TOME UMA ATITUDE CONTRA O MOSQUITO

CONFIRA FOTOGRAFIAS DE UMA DAS SETE MARAVILHAS DE PERNAMBUCO