sábado, 23 de novembro de 2013

Ex-marido de filha de empresário confessa crime e se mata

Foto: Reprodução Facebook
Credito:Tribuna do Agreste

As suspeitas que começaram a surgir e aos poucos ganharam forças, se confirmaram nesta sexta-feira, 22, quando informações confirmadas por familiares deram conta de que o ex-marido de Camila Canuto, 20, filha do empresário Cicero da Pitú, cometeu suicídio após confessar para a família dele que tinha assassinado a ex-mulher.
A informação foi confirmada por um familiar da jovem, que falou sobre o fato. O ex-marido de Camila, identificado como Chedrick Madruga, 23, relatou o crime aos seus familiares, que moram em Natal-RN, e em seguida cometeu suicídio. A Policia Potiguar foi acionada e investiga o fato. O motivo do assassinato de Camilla ainda é desconhecido. 

A informação também foi confirmada por um capitão da Polícia Militar da Paraíba que, em contato telefônico com o Portal96.com, confirmou que Chedrick confessou ter cometido o crime, com a ajuda de dois homens que teriam recebido um carro como pagamento.

O oficial disse ainda que o suicídio foi praticado na frente de familiares do rapaz. Ele atirou contra si mesmo, no momento em que o tio dele, que é Policial Militar, disse que iria prendê-lo pela morte da ex-mulher.

“Ele chegou na casa dos familiares ainda no carro da ex-mulher, e em companhia dos dois indivíduos, quando naquele momento ainda buscava-se detalhes sobre o ocorrido, para sabermos o que de fato havia ocorrido, sendo que naquele momento, ocorreu tudo isso", informou o capitão. O veículo de Camila, um Volkswagen Fox de cor branca, ainda não foi encontrado. 

Confira a reportagem de ontem (21), do assassinato de Camila:
http://opovocomanoticia.blogspot.com.br/2013/11/filha-do-empresario-cicero-da-pitu-foi.html

Blog: O Povo com a Notícia
Fonte: Site da 96 FM Arapiraca

Ministério Público recebe denúncias sobre o Hospital Regional de Arcoverde

 (Francisco Carlos/Blog Buíque & Cia)

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recebeu nesta sexta-feira uma série de denúncias contra o Hospital Regional de Arcoverde. Entre as informações repassadas ao MPPE, está a denúncia de que médicos da unidade hospitalar, localizada no Sertão, estariam batendo o ponto e trabalhando no mesmo horário em clínicas particulares do município, deixando os pacientes sem assistência. O procurador-geral de Justiça, Aguinaldo Fenelon de Barros, a promotora de Arcoverde, Ericka Garmes, estão reunidos com representantes da Secretaria Estadual de Saúde, na sede do MPPE, no bairro de Santo Antônio. 

De acordo com a promotora de Justiça Ericka Garmes, há várias denúncias na Promotoria de Justiça de Arcoverde dando conta da precariedade do atendimento, assim como a falta de pessoal e de material para os procedimentos. Também participam da reunião, os coordenadores dos Centros de Apoio Operacional às Promotorias de Defesa da Saúde e da Cidadania (Caops Saúde e Cidadania), procurador de Justiça Paulo Lapenda e promotor de Justiça Marco Aurélio Farias, respectivamente; além de representantes do Conselho Regional de Medicina (Cremepe) e do Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe); a diretora do Hospital Regional de Arcoverde, Iaracy Soares; e o gerente da VI Gerência Regional de Saúde (Geres), Alécio Galindo.

TOME UMA ATITUDE CONTRA O MOSQUITO

CONFIRA FOTOGRAFIAS DE UMA DAS SETE MARAVILHAS DE PERNAMBUCO