quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Deputado Ângelo defende Julião e Erivânia na Assembleia, critica gestão de Zeca e Júlio Cavalcanti silencia


Na tarde de ONTEM (10/02), na Sessão Ordinária da Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco, o Deputado Estadual Ângelo Ferreira (PSB) proferiu discurso enfatizando que as matérias redigidas pelo assessor de imprensa do prefeito de Arcoverde, que de forma orquestrada ataca os ex-prefeitos Julião Guerra e Erivânia Camelo entecipam a campanha eleitoral de 2012 de forma desnecessária. O deputado conversou hoje com a equipe do blog www.robertoeromero.com.br e informou que a política não deve ser usada para agridir pessoas e que o processo de Julião ainda está na primeira instância. Sobre Erivânia Camelo, Ângelo deixou bem claro que a ex-prefeita teve todas as suas contas julgadas pela Câmara de Vereadores de Arcoverde aprovadas e que a competência administrativa da ex-prefeita já foi comprovada, pois ela é uma gestora destacada. Disse ainda que Arcoverde, além de ser uma cidade politizada e importante do ponto de vista econômico, tem um eleitorado independente que não aceita a política de agressões pessoais e defende o embate elevado. Perguntado se Ângelo via motivação política nas notas emitidas pelo assessor de imprensa, o deputado foi categorico em dizer que apesar de Julião não ter dito se é ou não candidato, seus adversários perecem compreender que Guerra será o nome das oposições em 2012, e por esse motivo já estão vendo fantasmas. Finalizando seu discurso, Ângelo citou que o próprio prefeito Zeca está respondendo a cinco inqueritos do Ministério Público Federal, mas, que não ficará antecipando resultados ou fazendo julgamento sobre os processos que o prefeito responde. O prefeito Zeca Cavalcanti é réu nos processos, mas, devemos esperar o desenrolar dos acontecimentos, pois ele ainda será julgado.
Enquanto Ângelo falava do Relatório da CGU e dos processos que o prefeito de Arcoverde responde, seu irmão, o Deputado Júlio Freire Cavalcanti, assistiu a tudo e ficou bem sentado, assististindo estaticamente, as críticas à administração municipal de Arcoverde. Júlio, poderia ter solicitado um "a parte", já que os deputados discursavam durante o grande expediente, mas não disse nada em defesa do governo do irmão.

Por: Roberto e Romero
Postado por: Buique & Cia

Erivânia Camelo não é ficha suja , diz Tadeu Alencar


Parece até que a campanha eleitoral em Arcoverde está sendo antecipada. Sem poder ser mais candidato a prefeito, o Zeca Cavalcanti terá de escolher um novo nome para apresentar no pleito municipal que se avizinha. Zeca que já disse que não discute sucessão agora, tem vários nomes no seu grupo buscando essa indicação. E pelo andar da carruagem o processo de seleção deverá trazer sequelas, podendo até rachar seu grupo, que segundo comenta-se, já está muito dividido. Primeiro devido a disputa majoritária em si e segundo, porque tem secretário  que é pré candidato e que fará de tudo para derrubar vereadores da base de Zeca, para ganhar uma cadeira no Legislativo.  Enquanto Zeca não escolhe o seu candidato a sucessor, cresce as especulações de que um integrante dos Guerra, no caso Julião, seria o mais cotado para enfrentar o indicado do prefeito. Pela preocupação do secretário de imprensa da prefeitura que está enviando e-mails para os jornais e blogs informando que Julião possui processos na Justiça, entende-se que é possível que o grupo de Zeca já o considere o candidato. Sua nota foi rebatida pelo ex-prefeito, que fez questão de dizer que o atual prefeito "está enrolado até o pescoço com a CGU", fazendo o secretário de imprensa do prefeito Zeca, mergulhar num silêncio profundo, pois é verdade que a gestão de Zeca está sofrendo vários inqueritos no Ministério Público Federal.  O blog de Inaldo Sampaio, também publicou nota, da vereadora Célia, que acredita que Paulo Edson, se precipitou ao ventilar as informações e sem querer colocou o prefeito numa saia justa, porque ele mesmo, como secretário de imprensa, não fala um piu sobre a CGU. A confusão instalada, também já respingou em Erivânia, que ocupa o cargo de Gerente Geral da Adagro e que segundo a nota publicada na Folha de Pernambuco, teria contas rejeitadas.  O blog www.robertoeromero.com.br conversou hoje com o jornalista Magno Martins, que disse que de fato, recebeu informações sobre a reprovação das contas da ex-prefeita Erivânia. No entanto, nosso blog localizou documentos que comprovam que Erivânia está apta a exercer o cargo público. O exercício de 1994 foram aprovadas. As contas de 1995, foram aprovadas pelo em sessão de 23/12/2002. As Contas de 1996, também foram julgadas Regulares. Só o Exercício de 1993, que não foi julgado, devido ao processo que foi extravido no Tribunal de Contas. Em defesa de Erivânia, Secretário da Casa Civil do Governo de Pernambuco, que é um dos melhores advogados do Estado, foi categorico: "Quando se fala em decisão de TCE, o parecer é meramente opinativo e não tem força vinculante. Os tribunais são órgãos auxiliares do Legislativo. Quem tem decisão de julgar as contas são as Câmaras. No caso de Erivânia, a Câmara de Arcoverde aprovou as contas, afastando, assim, a hipótese inelegebilidade deala", explicou Tadeu Alencar.

Por: Roberto e Romero
Postado no Buíque & Cia

Vereadora Célia: assessoria do prefeito se precipitou

Opinião de Célia Cardoso (foto) repercute em blogs do estado
Se a intenção da assessoria de comunicação do prefeito Zeca Cavalcanti era de fazer um estardalhaço com uma decisão monocromática contra Julião Guerra, devido a um processo de execução julgado em primeira instância, parece que a estratégia deu errado e o feitiço virou contra o feiticeiro. Se os governistas arcoverdenses se lambuzam todos ao dizer que Julião tem contas rejeitadas, nada falam sobre o volume de informações sobre os vários inqueritos administrativos que envolvem a Prefeitura de Arcoverde, a CGU e o Ministério Público Federal, ambos instaurados no governo do Prefeito Zeca Cavalcanti e que estão em sites e revistas nacionais.
Também há rumores de que o assessor de imprensa, Paulo Edson, tenha agido sem o consentimento do chefe (Zeca) que está curtindo férias. É tanto que o blog do jornalista Inaldo Sampaio (um dos mais lidos do estado) destacou observação da vereadora Célia Cardoso, do PR, que alegou que ouve precipitação do assessor. Na prática, a assessoria de comunicação municipal, ao tentar gerar um fato político expôs as vidraças dos atual governo, que são enormes. Ao blog, Paulo Edson tinha informado por telefone, que nada declararia sobre os Inquéritos federais que o prefeito Zeca Cavalcanti responde.

Por: Roberto e Romero

TOME UMA ATITUDE CONTRA O MOSQUITO

CONFIRA FOTOGRAFIAS DE UMA DAS SETE MARAVILHAS DE PERNAMBUCO